Viagora

"Bolsonaro é perseguido porque ele é antissistema", diz Samantha Cavalca

A presidente estadual do PL no Piauí também falou sobre as eleições presidenciais deste ano no país.

A presidente estadual do PL no Piauí, jornalista Samantha Cavalca, falou sobre as eleições presidenciais deste ano em entrevista ao Viagora e declarou que o presidente da República Jair Bolsonaro é perseguido.

De acordo com a apresentadora, Jair Bolsonaro é muito perseguido, por ser uma pessoa diferente e que é “antissistema”.

“Eu tenho certeza que o Bolsonaro é muito perseguido, porque ele é totalmente antissistema, quando alguém é dessa forma, hoje em dia o Bolsonaro é algo que é diferente, ele é diferente, ele não se curva diante do aparelhamento do Judiciário, diante do Congresso Nacional, você imagina o tanto de proposta nebulosa que o presidente recebe para fazer algo errado e todo mundo na cola do Bolsonaro e não tem nada contra ele, é porque ele não faz. Ele é sim um presidente fora da curva, o brasileiro precisa aprender a admirar isso nele, por isso que eu digo que ele é a última fronteira, ele é o que está separando o Brasil de se desenvolver ou se afundar de vez”, explica Samantha Cavalca.

Foto: Luis Marcos/ ViagoraSamantha Cavalcante
Samantha Cavalca
De acordo com a comunicadora, Sérgio Moro que já está realizando pré-campanha, é uma pessoa que traiu a todos e que não deve ascender ao cargo de presidência, pois para Samantha estas eleições serão polarizadas e a disputa ocorrerá entre o ex-presidente Lula e o presidente da República, Jair Bolsonaro.

“O Moro é um traidor que não vai para lugar nenhum. Essa eleição é entre Lula e Bolsonaro, será polarizado. O Moro traiu todo mundo, é uma vergonha”, declara a jornalista.

Ainda sobre o pleito deste ano, a representante do PL afirma: "É uma eleição polarizada, não é fácil para ninguém, mas eu acredito na vitória de Jair Bolsonaro".

Facebook
Indicado para você
Veja também