Viagora

Teremos mais prefeitos apoiando pré-campanha de Rafael, diz Dudu

O vereador disse também que a vinda de Lula durante sua pré-campanha a presidência da república, tem o objetivo de averiguar como a cidade piauiense evoluiu após o programa social Fome Zero.

O vereador Dudu Borges (PT) falou ao Viagora sobre a importância do retorno do ex-presidente Lula ao Piauí e declarou que o momento é emblemático no qual o município de Guaribas, onde o petista lançou o programa Fome Zero, se tornará retrato de uma “boa gestão” para o Brasil.

O parlamentar explicou a vinda de Lula durante sua pré-campanha a presidência da república, tem o objetivo de averiguar como a cidade piauiense evoluiu após o programa social, além de coletar uma síntese dos resultados para auxiliar na construção do seu plano de governo.

Foto: Luis Marcos/ ViagoraVereador Dudu
Vereador Dudu

“É bom a gente lembrar que Guaribas foi a cidade onde o Lula escolheu, era a cidade do menor IDH do Brasil onde ele veio lançar o Fome Zero, foi a primeira experiência do governo Lula. Ele volta agora na pré-campanha para saber da evolução daquela cidade onde ele lançou o Fome Zero para que ele possa ter no programa de governo uma síntese dessa cidade Guaribas”, pontua.

Dudu afirmou ainda que após a pandemia da covid-19 iniciada em 2020, com o aumento da fome e da miséria o apoio do Governo Federal será ainda mais necessário para permanecer atuando na resolução do problema.

“Eu tenho convicção que ele vai encontrar uma Guaribas melhor, até porque hoje ela é interligada até por asfalto, tem interno. Para nós do PT é emblemático porque Guaribas será um retrato de uma boa gestão para o Brasil e para o mundo, de um dos maiores programas de inclusão social de combate a fome e a miséria que foi o fome Zero, e que agora com o avanço que tivemos na pandemia de 2020 e 2021 precisaremos muito do braço do Governo Federal a partir de 2021 para continuar debelando a fome que voltou a assolar o povo do Brasil”, explica.

Desistência de pré-candidatura a deputado

O vereador Dudu também comentou sobre o que teria motivado sua desistência da pré-candidatura a deputado estadual para apoiar a reeleição de Fábio Novo. O parlamentar explicou que a estratégia do PT no Piauí precisa ser revista diante do elevado número de deputados com mandado que o partido integrou neste ano, após suas siglas se tornarem de oposição.

Segundo o vereador, o grupo político compreendeu que seria melhor Dudu dar um passo para trás e contribuir na coordenação da campanha de Rafael Fonteles, pré-candidato a governador, e Wellington Dias que vai disputar o Senado Federal.

“A estratégia do PT precisa ser revista, uma coisa era o PT estar só na disputa, outra coisa foi quando nós tivemos que absorver oito deputados de mandato porque seus partidos passaram a ser de oposição, digo aqui o PL do Bolsonaro e o PTB do Roberto Jefferson, deixaram esses deputados que deram sustentação ao governo do PT aqui no Piauí, sem legenda. O PT com muita humildade e solidariedade não deixou esses deputados desabrigados, absolvemos todos eles, esse coro subiu então meu grupo entendeu que eu dando um passo atrás, indo para a coordenação da campanha de Rafael Fonteles em Teresina, do Wellington Dias e da Rejane no âmbito estadual, eu posso também continuar contribuindo. E vou dar essa contribuição trabalhando de manhã, de tarde ou de noite da mesma forma ou mais como se eu fosse candidato a deputado”, explica.

Questionado sobre a quantidade de prefeitos que apoiam a pré-candidatura de Rafael Fonteles, Dudu afirmou que não sabia o número ao certo, mas que o PT possui um grupo aliado de 42 gestores municipais. O vereador garantiu que o partido pretende buscar uma boa bancada de apoio ao Rafael Fonteles.

“Eu digo para você que o PT conta com 42 prefeitos, mas para se ter uma ideia o PT tinha 18 e hoje temos 42 e vamos avançar para termos uma boa bancada, teremos mais prefeitos apoiando essa pré-campanha de Rafael Fonteles”, esclarece.

Facebook
Indicado para você
Veja também