Viagora

Brasil testa remédio secreto contra coronavírus, diz ministro

De acordo com o ministro Marcos Pontes, o medicamente não se trata da cloroquina, é outra substância, que não foi divulgada, que não provoca efeitos colaterais.

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), Marcos Pontes, comunicou que a Comissão Nacional de Ética em Pesquisa aprovou o teste de um medicamento no Brasil com 500 pacientes que estão infectados pela Covid-19.

De acordo com o ministro, o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Mararias (CNPEM) iniciou as pesquisas para buscar um medicamento que já existe no mercado e que possa ter resultados positivos contra o coronavírus.

  • Foto: Agência BrasilMarcos Pontes, ministro da Ciência e Tecnologia.Marcos Pontes, ministro da Ciência e Tecnologia

O ministro Marcos Pontes explica que seis moléculas do medicamento em análise se mostram promissoras, e uma delas apresentou 94% de eficácia nos ensaios em células contaminadas pela Covid-19. O ministro ressalta ainda que o medicamento em estudo não se trata da cloroquina, que provoca efeitos colaterais.

"O fato de ele não ter esses efeitos colaterais significa que pode ser usado por qualquer pessoa desde o início do problema. Esperamos que estes testes sejam concluídos em aproximadamente quatro semanas, a depender da entrada desses pacientes”, disse o ministro.

Serão selecionados pacientes internados em sete hospitais para participarem dos testes do medicamento. Essas pessoas receberam o remédio por via oral durante cinco dias e devem ficar em observação por mais nove.

Facebook
Indicado para você
Veja também