Viagora

Jô Soares é velado em São Paulo em cerimônia restrita

O corpo foi liberado pela equipe do Hospital Sírio Libanês, onde o artista estava internado, a família por volta das 10h35.

Na tarde desta sexta-feira (05), é realizado o velório do apresentador e humorista, Jô Soares que morreu aos 84 anos de idade em São Paulo. O corpo será velado em cerimônia restrita a amigos e familiares.

O corpo foi liberado pela equipe do Hospital Sírio Libanês, onde o artista estava internado, a família por volta das 10h35. Jô Soares estava internado no hospital desde o fim de julho e faleceu por volta das 02h:30.

Foto: DivulgaçãoJô Soares.
Jô Soares.

Diante do falecimento do humorista, um decreto de luto oficial de três dias no Estado de São Paulo foi anunciado pelo governador de SP, Rodrigo Garcia (PSDB).

Amigos próximos de Jô Soares, como o também humorista, ator e roteirista Fábio Porchat prestou sua homenagem ao artista em suas redes sociais.

“O Brasil sem Jô Soares é um Brasil em preto e branco. Sem alegria, sem força, sem bom humor… A comédia no país é uma antes e outra depois. Por tudo o que foi feito por Jô e por todos aqueles que ele lançou pro mundo por conta de sua generosidade. Obrigado por ter me dado a chance pra perceber que fazer rir é a melhor coisa do mundo. Mas hoje vai ser difícil… Um beijo do gordo”, escreveu.

O ator Miguel Falabella também uso suas redes sociais para homenagear Jô Soares e definiu o apresentador como “um homem de vasta cultura e cortesia”. Verificado

“Roubo de Drummond a máxima sobre Cacilda Becker, porque a ocasião exige: “Morreram Jô Soares”, ator, diretor, escritor, humorista! Um senhor, um homem de vasta cultura e cortesia, um cavalheiro em todos os aspectos. Sempre generoso e de portas abertas. Tive deliciosos momentos a seu lado em seu programa. Descanse em paz! Missão mais do que cumprida!”, afirma.

Até mesmo o presidente da República, Jair Bolsonaro, fez uma publicação onde ressalta deixar de lado “as preferências políticas” e destaca a contribuição do apresentador para a população brasileira com forma de atribuir comicidade em assuntos profundos.

“Independentemente de preferências ideológicas, Jô Soares foi uma grande personalidade brasileira que conquistou a todos com seu modo cômico de discutir assuntos profundos. Que Deus conforte a família e o acolha com a cordialidade que o próprio Jô recebia a todos.

- Jô sempre fez bom uso do seu direito de livre expressão. Por muitas vezes teceu duras críticas contra mim, inclusive. Mas foi por viver num país livre, não em um regime autoritário, que ele pode exercê-lo integralmente. Essa é a beleza da democracia. No fim das contas, as divergências pouca diferença fazem na hora de nossa partida para perto de Deus. O que fica são as nossas obras, e Jô Soares deixa para o Brasil um exemplo de postura, elegância e bom humor, e, por isso, tem o meu respeito. Entrevista em 2007”, escreveu.

Com informações do G1

Mais conteúdo sobre:

Jô Soares

Facebook
Indicado para você
Veja também