Viagora

Primeiro ano do governo Lula gera rombo de R$ 249,1 bilhões nas contas públicas

O percentual do déficit primário do ano passado gira em torno de 2,29% do Produto Interno Bruto (PIB) e representa o segundo pior da série histórica do BC, iniciada em 2022.

No primeiro ano de governo do presidente Lula foi registrado um déficit primário do setor público consolidado, composto pela União, Estados e Municípios, bem como empresas estatais, de R$ 249,1 bilhões em 2023. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira (07), pelo Banco Central (BC).

O percentual do déficit primário do ano passado gira em torno de 2,29% do Produto Interno Bruto (PIB) e representa o segundo pior da série histórica do BC, iniciada em 2022.

Segundo o BC, o cálculo desse resultado primário ocorre a partir do saldo entre as receitas e despesas, excluindo o pagamento dos juros da dívida pública.

Ainda de acordo com o relatório, as contas públicas apresentaram o pior resultado desde 2020, primeiro ano da pandemia de Covid-19, período em que o rombo foi de R$ 703 bilhões.

No entanto, a contabilidade pública avalia o ano de 2020 como atípico diante das restrições de movimento. A baixa do ano passado foi atribuída ao governo central diante do déficit de R$ 254,5 bilhões, representando uma diferença de R$ 319, 5 bilhões em relação a 2022, quando superávit era de R$ 54,9 bilhões.

Com informações da Revista Oeste

Facebook
Indicado para você
Veja também