Polícia

Acusado de estuprar cunhada no Hospital São Marcos é preso

A delegada Vilma Alves, disse que após o acusado se entregar na delegacia, onde foi cumprido o mandado, ele permaneceu calado durante todo o interrogatório.
  • VIVIANE ROCHA
03/12/2020 16h30 - atualizado

Foi preso na tarde desta quinta-feira (03), o enfermeiro acusado de dopar e estuprar a cunhada dentro de um apartamento no Hospital São Marcos, em Teresina.

Ricardo da Silva Paz chegou acompanhado de seu advogado, na sede do 12º Distrito Policial, onde foi cumprido o mandado de prisão temporária pela delegada titular do inquérito, Vilma Alves.

A delegada Vilma Alves, disse que após o acusado se entregar na delegacia, onde foi cumprido o mandado, ele permaneceu calado durante todo o interrogatório. Mas espera que ele possa dar ainda as respostas necessárias. Segundo ela, Ricardo da Silva, optou em falar somente perante a Justiça.

Por volta de 15h10, o acusado foi encaminhado para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Teresina, onde passará por exame de corpo de delito e, depois, será conduzido para a Central de Flagrantes de Teresina.

Na quarta-feira (02), o juiz de Direito José Olindo Gil Barbosa, da 5ª Vara Criminal (Maria da Penha) da Comarca de Teresina, decretou a prisão temporária do enfermeiro.

A decisão do juiz foi tomada após requerimento da delegada Vilma Alves, solicitando a prisão preventiva de Ricardo da Silva Paz sob a alegação de que, na madrugada do último dia 31 de outubro, ele teria praticado o crime de estupro de vulnerável, contra sua cunhada, depois dela ter ingerido um comprimido oferecido pelo próprio enfermeiro no Hospital São Marcos. Na ocasião, a vítima adormeceu e acordou horas depois sentindo dores nas partes íntimas. Após exames, foi constatado o estupro.

Mais na Web