Geral

Bolsonaro anuncia auxílio emergencial de R$ 300 por mais 4 meses

O anúncio foi feito pelo presidente na manhã deste terça-feira (1°). Serão mais de 65 milhões de brasileiros contemplados.
01/09/2020 10h22 - atualizado

O auxílio emergencial foi prorrogado até dezembro, com parcelas de R$ 300. O anúncio foi feito pelo presidente Jair Bolsonaro na manhã deste terça-feira (1°).

Serão mais de 65 milhões de brasileiros contemplados pelo benefício, que tem o objetivo de amenizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus na economia e na vida dos brasileiros.

"Seiscentos é muito para quem paga, no caso o Brasil. E podemos dizer que não é um valor suficiente para todas as necessidades, mas, basicamente, atende.  Então, até atendendo à economia, em cima da responsabilidade fiscal, fixar em R$ 300", disse Bolsonaro em entrevista coletiva no Palácio da Alvorada. 

Já foram realizados cinco depósitos de R$ 600 entre abril e agosto deste ano, a partir de agora serão mais quatro pagamentos com o valor reduzido pela metade.

Para o ministro da Economia, Paulo Guedes, a decisão foi a solução encontrada pelo governo para que “não fique ninguém para trás”, e que foi a melhor opção possível.

A redução foi uma tentativa de reduzir o impacto do pagamento no caixa da União, uma vez que as cinco primeiras parcelas custaram cerca de 50 bilhões de reais.

O anúncio foi feito após um café da manhã entre o presidente e os parlamentares integrantes do governo. O ato de conversar com os congressistas antes de finalizar a proposta é mais uma iniciativa de aproximação de Jair Bolsonaro para com o Legislativo.

Reforma Administrativa

Bolsonaro anunciou ainda que encaminhará a reforma administrativa nesta quinta-feira (3). "Que fique bem claro: não afetará os atuais servidores, atingirá apenas os futuros servidores concursados”, declarou.

Mais na Web