Geral

Bolsonaro diz que liberará R$ 20 bilhões para compra de vacinas

O valor anunciado por Bolsonaro é dez vezes maior que o liberado para a compra da vacina de Oxford, em que o Governo liberou R$ 1,9 bilhão.
15/12/2020 10h51 - atualizado

Foi confirmado na noite dessa segunda-feira (14) pelo presidente Jair Bolsonaro a liberação de R$ 20 bilhões, através de uma medida provisória, para a compra de vacinas contra a Covid-19.

Durante conversa com apoiadores na porta do Palácio do Planalto, Bolsonaro afirmou que deve assinar ainda nesta terça-feira (15) a MP para a liberação de recursos para a compra das vacinas. Ainda segundo o presidente, outra MP também será assinada para estabelecer que as pessoas que optarem por tomar a vacina assinem um termo de responsabilidade.

"Tem outra medida provisória talvez amanhã. Não é obrigatório, vocês vão ter que assinar termo de responsabilidade para tomar. Porque a Pfizer, por exemplo, é bem clara no contrato: 'nós não nos responsabilizamos por efeitos colaterais'", emendou. 

O valor anunciado por Bolsonaro é dez vezes maior que o liberado para a compra da vacina de Oxford, em que o Governo liberou R$ 1,9 bilhão.

Ainda na conversa com apoiadores, Bolsonaro ressaltou que a responsabilidade será da pessoa que decidir por tomar vacina. "Tem gente que quer tomar, então toma, a responsabilidade é tua. Se der algum problema aí, espero que não dê", disse. 

"Para quem está bem fisicamente, não tem que ter muita preocupação. Agora, preocupação é com pessoa com doença, idoso e pessoal gordinho", completou Bolsonaro. 

Mais na Web