Política

Ciro Nogueira diz que ficou surpreso com declaração de Wellington

O senador Ciro Nogueira explica que recebeu Wellington e o senador Marcelo Castro em uma reunião, mas afirma que não disse que o Progressistas iria sair da base do governo.
06/08/2020 12h47 - atualizado

Nesta quinta-feira (06), o presidente nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, afirmou ter sido surpreendido com a informação de que a sigla teria rompido com o governador Wellington Dias (PT), e ressalta que em momento algum teria dito que o partido faria oposição ao Governo do Piauí.

Por meio de um vídeo publicado nas redes sociais, o senador Ciro Nogueira explica que recebeu o governador Wellington e o senador Marcelo Castro (MDB) em uma reunião, mas afirma que não dise que o Progressistas iria sair da base do Governo do Estado, ressaltando que esse seria um momento de união.

“Mais surpreso ainda fiquei com o vídeo gravado pelo próprio governador em que o mesmo afirma isso, por isso me vejo na obrigação de esclarecer os fatos e trazer a verdade à tona. De fato, essa semana recebi no nosso apartamento o governador e o senador Marcelo Castro, entretanto, em momento algum disse que os progressistas fariam oposição ao seu governo, pelo contrário, eu tenho dito que o momento exige união e principalmente exige que todos nós estejamos trabalhando pelo Piauí, independe de partido ou ideologia”, explica o senador.

Segundo Ciro, a ideia de união teria feito com que ele buscasse uma aproximação com o presidente Jair Bolsonaro, e que se não fosse isso, o Piauí não estaria recebendo alguns investimentos do Governo Federal.

“Foi motivado por esse sentimento que eu fiz um movimento onde aproximação ao presidente Bolsonaro, que se mostrou extremamente benéfico ao nosso Piauí. Não fosse isso, o Piauí não estaria recebendo os recursos que o Governo Federal tem destinado à nossa rede de Saúde no período tão crítico de pandemia [...] O Piauí estaria isolado sem o apoio do presidente Bolsonaro, e os prefeitos piauienses não teriam condição de ajudar e gerir seus municípios”, comenta o senador.

Ciro afirma ainda que apesar da declaração de rompimento, ele continua à disposição do governo de Wellington Dias, e comenta que agora se sente mais livre para fiscalizar as ações do Governo do Estado.

“Apesar dessa declaração do governador Wellington Dias, eu venho aqui em público dizer que vou continuar trabalhando pelo nosso estado, e continua à disposição do seu governo para trazer os benefícios que o Piauí tanto precisa. Estarei sim, agora mais livre, para fiscalizar os atos da administração estadual, apontar o inchaço do quadro de pessoal e outras lacunas de excesso e gastos supérfluos do nosso Piauí. Olho no olho, agora eu quero dizer, o Piauí não é um estado de oposição nem de situação. Nós somos um estado que tem desafios e necessita do apoio do Governo Federal”, comenta o senador Ciro Nogueira.

Confira o vídeo do senador: 

O rompimento anunciado unilateralmente pelo governador Wellington Dias com o Progressistas deu-se depois de uma reunião...

Publicado por Ciro Nogueira em Quinta-feira, 6 de agosto de 2020

Mais na Web