Polícia

Corpo de policial morto durante assalto é sepultado em Teresina

O sepultamento contou com a presença de familiares, amigos e colegas da polícia, como o comandante do 13º Batalhão (BPM), no qual o policial era lotado há cinco anos.
23/07/2020 14h00 - atualizado

Na manhã desta quinta-feira (23), foi sepultado no cemitério São Judas Tadeu, na zona Leste de Teresina, o corpo do policial militar Lídio Roberto de Sousa Mesquita, de 37 anos, morto durante um assalto na Vila São Francisco, localizada na zona Norte da capital.

O sepultamento contou com a presença de familiares, amigos e colegas da polícia, como o comandante do 13º Batalhão (BPM), no qual o policial era lotado há cinco anos, major Flávio Pessoa, que destaca que Lídio era um soldado disciplinado e que cumpria com as obrigações.

De acordo com o major do 13° BPM, agentes das polícias Militar e Civil realizam buscas com o objetivo de identificar e localizar os autores do crime. O policial foi morto após ser abordado por dois homens na tarde dessa quarta-feira (22) na Rua londrina, na Vila São Francisco, que atiraram no militar e roubaram a motocicleta que ele conduzia.  

Para denúncias sobre os suspeitos de matar o soldado da Polícia Militar, o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) disponibiliza o número (86) 3211-6682.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web