Piauí

Detentos participam de primeira revisão para o Enem 2019

A realização das revisões para o Enem acontece através de parceria entre a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) e Secretaria de Estado da Educação (Seduc).
  • DA REDAÇÃO
20/05/2019 08h20 - atualizado

Nesse domingo, 19 de maio, os detentos das unidades penais de Teresina e cidades vizinhas assistiram à primeira revisão para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2019 para pessoas privadas de liberdade. A revisão aconteceu na quadra da Penitenciária José Ribamar Leite, antiga Casa de Custódia de Teresina.

A realização das revisões para o Enem acontece através de parceria entre a Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) e Secretaria de Estado da Educação (Seduc). Até a aplicação das provas do exame, em novembro, acontecerão mais nove revisões nas unidades penais do interior do estado e uma última, novamente na Penitenciária José Ribamar Leite, na capital.

  • Foto: Divulgação/SejusDetentos de Teresina e cidades vizinhas assistem revisão para o Enem 2019.Detentos de Teresina e cidades vizinhas assistem revisão para o Enem 2019.

O secretário de Justiça, Carlos Edilson, frisa que o momento representa a vontade de mudança por parte dos reeducandos. O gestor também enaltece a importância da parceria com a Seduc.

“Contamos com mais de 200 reeducandos assistindo aula, graças à parceria com a Seduc. Estamos ofertando aos reeucandos oportunidades de fazerem uma boa prova no final do ano. A presença deles aqui demonstra que eles querem uma vida diferente. A educação liberta”, afirmou Carlos Edilson.

Para o secretário de Educação, Ellen Gera, levar a educação ao sistema prisional é uma satisfação. “A parceria entre a Secretaria de Justiça e a Secretaria de Educação é uma parceria de sucesso. O Piauí é destaque nacional no número de reeducandos estudando. Isso pra nós é gratificante”, ressalta o gestor.

O acesso à educação no sistema prisional é garantido pela Lei de Execução Penal. Além da revisão para o Enem, outros programas de ensino são aplicados no sistema prisional como o Canal de Educação, Projovem Urbano, EJA e Encceja, abrangendo todas as unidades penais do Piauí.

Mais na Web