Piauí

Dias das Mães aumenta venda de flores na cidade de Teresina

Segundo Maria Gardenia, que trabalha há mais de quatro anos no ramo, no Shopping Natureza, nessa data as vendas sempre são satisfatórias.
08/05/2021 07h10 - atualizado

Venda de flores no Shopping natureza

Neste domingo (09), comemora-se o Dias das mães, e com ele flores para presentear são, tradicionalmente, uma das escolhas mais queridas, no entanto, com inúmeras lojas fechadas em função da pandemia da Covi-19, presentear com arranjos tornou-se a opção número um de muitos consumidores.

Para a florista, Maria Gardenia, que trabalha há mais de quatro anos no ramo das flores, no Shopping Natureza na Avenida Raul Lopes em Teresina, no Dia das Mães todas as espécies de plantas e tipos de flores são vendidas, até mesmo uma simples muda.

“No Dia das mães, é o que a gente mais vende, é o que tem mais saída de flores, nós fazemos pedido de todos os tipos de flores, tulipa, orquídeas. Até uma muda que tiver uma rosa sai”, destacou.

Gardenia conta a pandemia tem afetado de maneira significativa aqueles que trabalham com decoração em eventos, mas que os floristas estão se reiventando nesse momento.

“A pandemia não afetou as floriculturas, afetou mais as pessoas que trabalham com decoração. Eu particularmente trabalho mais com vendas mesmo, até trabalho com eventos, mas não tanto, mas eles estão superando essa fase”, destacou.

Com as restrições comerciais, cancelamento de eventos e as lojas parcialmente fechadas, quem atua no segmento utilizam redes sociais e optam por entrega à domicílio para manter as vendas é o que conta a florista Sandra Carvalho.

“Nós estamos apostando muito, porque as planta tá sendo um opção bem versátil e tem muitas encomendas, muita variedade, aqui tem pra todos os bolsos. As pessoas podem vir aqui, sem ter muita aglomeração, de duas em duas, e respeitando todos os cuidados como uso de máscara, álcool gel e assim a gente vai vendendo, mas tambpem estamos trabalhando mais com delivery, principalmente nesse período de pandemia", ressaltou.

Para ela, a data é o carro-chefe das floriculturas: “É bem melhor nos Dia das Mães do que nos dias das mulheres. O topo é o dia das mães, como se fosse o décimo terceiro antecipado pra nós”, finalizou.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web