Piauí

Franzé quer providências para acabar com crise no transporte de Teresina

O parlamentar ressalta que “os usuários não têm encontrado correspondência a seus anseios por qualidade do transporte na capital".
04/09/2021 11h00

A Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) aprovou, durante a sessão da última quarta-feira (1º), dois requerimentos que têm como conteúdo a crise do transporte público coletivo de Teresina e cobram providências jurídicas e administrativas para que o problema seja solucionado. Os requerimentos são de autoria do deputado Franzé Silva (PT).

Um dos requerimentos – destinado ao Ministério Público do Estado (MP-PI), Ministério Público do Trabalho (MPT) e Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) –, solicita desses órgãos providências quanto às conclusões da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Transporte, instituída no âmbito da Câmara Municipal de Teresina.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraDeputado Franzé SilvaDeputado Franzé Silva


No outro requerimento, direcionado ao prefeito Dr. Pessoa, o deputado Franzé solicita que a gestão pública municipal decrete estado de calamidade no transporte coletivo urbano da capital e adote medidas administrativas urgentes com relação às questões contratuais relacionadas à prestação do serviço.

“Com base no relatório da CPI do Transporte, restou demonstrado o descumprimento de cláusulas contratuais e outras irregularidades. É público e notório que o sistema de transporte coletivo de Teresina, há anos sofrendo contínua degradação, não atende às necessidades dos usuários e prejudica os trabalhadores do setor”, pontua.

O parlamentar ressalta que “os usuários não têm encontrado correspondência a seus anseios por qualidade do transporte, e os trabalhadores do setor, por sua vez, têm sofrido e denunciado abusos o tocante aos direitos trabalhistas e condições de trabalho. A crise exige do Executivo Municipal uma solução urgente”.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web