Piauí

Homem é condenado a 32 anos de prisão por feminicídio em Parnaíba

Segundo a denúncia do Ministério Público, no dia 07 de junho de 2019, Olavo Silva asfixiou com as próprias mãos até a morte sua companheira Sandreia dos Santos Lima.
05/11/2021 08h45 - atualizado

Decisão do Tribunal do Júri realizada pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Parnaíba, que tem a frente a juíza Maria do Perpétuo Socorro Ivani de Vasconcelos, condenou o réu Francisco Olavo Silva Vasconcelos a 32 anos, um mês e 19 dias de reclusão pelos crimes de feminicídio e ocultação de cadáver.

Segundo a denúncia do Ministério Público, no dia 07 de junho de 2019, Olavo Silva asfixiou com as próprias mãos até a morte sua companheira Sandreia dos Santos Lima. De acordo com o MP, o crime foi motivado por ciúmes.

De acordo com a denúncia, Olavo e Sandreia tiveram um relacionamento de três anos, que sempre foi marcado por abusividade e agressões por parte do acusado, tendo ele antes do crime quebrado três celulares da vítima, tentado matá-la por meio de asfixia utilizando um travesseiro.

Além de agredir, aponta a denúncia do parquet, ele chegou a violentar a vítima sexualmente, razão pela qual fora expedida medida protetiva. Ainda conforme a denúncia, após o crime, o acusado ocultou o cadáver da vítima no quintal de casa, colocando a mulher dentro de um buraco.

Só após alguns dias com a vítima desaparecida é que a polícia, depois de diligências na casa do réu, encontrou o corpo já em avançado estado de decomposição.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web