Piauí

Hospital da PM volta a realizar cirurgias e consultas eletivas

Nesta terça-feira (13),  foram liberadas vagas para pacientes da Regulação Estadual de Leitos das especialidades ortopedia e cirurgia geral.
13/07/2021 16h45 - atualizado

Nessa segunda-feira (12), o Hospital Dirceu Arcoverde da Polícia Militar (HPM) retomou as cirurgias e consultas eletivas, após os serviços serem suspensos no ano passado, quando a unidade passou a atender apenas pacientes com Covid-19.

Conforme o superintendente da Rede de Alta e Média Complexidade da Secretaria de Estado da Saúde, Alderico Tavares, a retomada dos serviços só foi possível após a queda no número de internações em leitos de Unidade de Terapia Intensiva e clínicos, em todo o Piauí.

  • Foto: Divulgação/MPPIMPPI realiza inspeção no Hospital da Polícia Militar do PiauíHospital da Polícia Militar do Piauí

“Hoje contamos com uma ocupação de 61% dos leitos de UTI e 31% dos clínicos, além da redução no índice de transmissibilidade, que nos possibilitou a retomada dos procedimentos eletivos, como o do HPM, que até a semana passada era hospital sentinela para pacientes covid”, destacou.

No hospital serão retomados os procedimentos eletivos de cirurgia geral, ortopédica, ginecológica e urologia, além de consultas ambulatoriais. Nesta terça-feira (13),  foram liberadas vagas para pacientes da Regulação Estadual de Leitos das especialidades ortopedia e cirurgia geral.

“A reabertura do HPM para cirurgias eletivas e para a Regulação vai nos ajudar a desafogar a fila de espera em nosso estado, por um procedimento eletivo e de urgência ”, ressaltou o superintendente.

O Hospital Dirceu Arcoverde da Polícia Militar continuará atendendo pacientes Covid-19, porém em uma ala exclusiva para a doença. Hoje estão instalados na unidade de saúde 20 leitos clínicos e 10 UTI’s. “O número de casos de pacientes internados no hospital acometidos pela doença reduziu drasticamente. Atualmente temos seis enfermarias ocupadas e seis UTI, o que nos permite realizar outros atendimentos com mais tranquilidade”, reforça Alderico Tavares.

Desde o mês de maio a Sesapi expediu um ofício aos hospitais da Rede Estadual de Saúde, para que iniciarem o planejamento para retorno das cirurgias e procedimentos ambulatoriais e no dia 07 de julho foi está autorizada a retomada das cirurgias eletivas.

O atendimento necessita de prévio agendamento, sendo respeitada a fila de espera da regulação. O Secretário de Estado da Saúde (Sesapi), Florentino Neto, reforça o pedido de cautela e atenção da população nesse retorno.

“Ainda estamos na pandemia e precisamos redobrar os cuidados para evitar contaminação pelo novo coronavírus. Não podemos aglomerar, então pedimos cautela neste momento. Nosso intuito com a retomada é possibilitar uma celeridade na demanda reprimida”, esclarece o gestor.

Mais na Web