Política

JPSDB diz que depredação da sede foi ato de vândalos disfarçados

Além disso, o partido alega que a passagem de ônibus em Teresina estava congelada a 5 anos para os estudantes.
ISABELA DE MENESES
12/01/2018 09h42 - atualizado

Nesta sexta-feira (12), a Juventude do Partido Social Democrata (PSDB) se manifestou sobre a depredação da sede do partido, localizada na Av. Pires de Castro, Centro de Teresina, durante as manifestações contra o aumento da passagem de ônibus, no último dia 09.

De acordo com a nota emitida nas redes sociais da Juventude do PSDB, os ataques a estrutura do prédio do partido foram atitudes de ‘vândalos’, que estavam disfarçados de manifestantes e estudantes.

“A Juventude do Partido da Social Democracia Brasileira – JPSDB-PI – vem a público, repudiar a manifestação irresponsável patrocinada por vândalos travestidos de estudantes que resultou na depredação contra a sede do Diretório Estadual do PSDB”, diz a nota.

  • Foto: Street ViewSede do PSDB TeresinaSede do PSDB Teresina

Além disso, o partido alega que a passagem de ônibus em Teresina estava congelada a 5 anos para os estudantes e que a capital é uma das que tem reajustes mais baixos.

“O estudante teresinense estava a cinco anos consecutivos sem pagar o reajuste da meia-passagem mesmo quando houve aumento de insumos e o prefeito Firmino Filho manteve o seu congelamento”, alega trecho na nota.

As declarações do JPSDB foram para repudiar atos de violência e extremismo durante manifestações. Além disso, também acusou Grêmios Estudantis do Piauí de politicagem durante protestos.

Confira a nota:

"A Juventude do Partido da Social Democracia Brasileira – JPSDB-PI – vem a público, repudiar a manifestação irresponsável patrocinada por vândalos travestidos de estudantes que resultou na depredação contra a sede do Diretório Estadual do PSDB, situado à Rua Desembargador Pires de Castro, na última terça-feira, 9 de janeiro, durante protesto contra o aumento da tarifa de ônibus em Teresina. Atualmente, Teresina é a 12ª capital a ter o menor reajuste de tarifa das capitais do país. O estudante teresinense estava a cinco anos consecutivos sem pagar o reajuste da meia-passagem mesmo quando houve aumento de insumos e o prefeito Firmino Filho manteve o seu congelamento. Acreditamos no movimento estudantil como força motriz transformadora de toda e qualquer sociedade que se queira melhor, onde o jovem – o maior protagonista – precisa estar em sintonia com os novos tempos, sem abdicar das ideias em troca das radicalizantes agressões e, acima de tudo, repudiando qualquer ato de depredação e desobediência civil. Por isso, a defesa intransigente da JPSDB quanto ao fortalecimento de entidades estudantis que estejam independentes de governos ou de ações que são fruto da alienação política, que cega e atenta contra a democracia e macula o puro propósito da juventude organizada e de seus expedientes. Vimos ainda denunciar a flagrante postura do perfil institucional da Superintendência de Grêmios Estudantis do Piauí, utilizado para fazer política nas redes sociais que, diga-se de passagem, toma partido e o faz com argumentações genéricas deturpando a realidade, exercido às claras, inclusive ao ponto de a secretária estadual de Educação do PT, a primeira-dama Rejane Dias, já ter se dado conta de tamanha partidarização e tomado as devidas providências."

Executiva Estadual da JPSDB-PI

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web