Piauí

Juiz cassa mandato do prefeito Arnaldo Araújo por compra de votos

O magistrado Ronaldo Paiva Nunes Marreiros acatou a denúncia feita pela coligação "Somos Todos Ribeira", que acusou os gestores de captação ilícita de sufrágio
23/05/2019 08h09 - atualizado

Em sentença divulgada na segunda-feira (20), o juiz da 72ª Zona Eleitoral do Piauí, Ronaldo Paiva Nunes Marreiros cassou os mandatos do prefeito de Ribeira do Piauí Arnaldo Araújo Pereira da Costa e da sua vice Maria Leonidas Teles de Melo.

O magistrado acatou a denúncia feita pela coligação "Somos Todos Ribeira" que acusou os gestores de captação ilícita de sufrágio (compra de votos).

  • Foto: Divulgação/FacebookPrefeito Arnaldo AraújoPrefeito Arnaldo Araújo

Pela sentença, os dois gestores estão ainda inelegíveis por 8 anos, contando a partir das eleições de 2016.

Segundo a denúncia da coligação, os gestores teriam feito propagando em período eleitoral vedado com eleitores do município no estado de São Paulo.

O juiz entendeu que foi comprovada a captação ilícita de sufrágio diante da entrega de telhas bem como passagens aéreas a eleitores em troca de votos.

Na decisão o magistrado afirmou: "Levando em consideração a repercussão eleitoral negativa de suas condutas, o poderio econômico dos réus que dispuseram de verbas para cometerem o ilícito eleitoral caracterizado e o caráter inibitório de novas práticas ilícitas".

A defesa do prefeito e da vice alegou que a entrega de passagens aéreas e telhas em troca de votos não aconteceu e que as supostas provas são ilegais.

Foi aplicada ainda aos réus uma multa no valor de R$ 31. 923,00 . A decisão cabe recurso.

Outro lado

O Viagora procurou os gestores para falarem sobre o assunto, mas até o fechamento da matéria eles não foram localizados.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web