Polícia

Justiça condena homem a 17 anos de prisão por homicídio em Barras

Segundo o Ministério Público, o crime ocorreu em 15 de agosto de 2018 onde “Tuta” matou José Orlando para vingar a morte de comparsas.
  • EZEQUIEL ARAUJO
22/10/2021 17h10

O Ministério Público do Piauí, através da atuação da 1ª Promotoria de Justiça de Barras, obteve, nessa quarta-feira  20 de outubro, a condenação de Antônio Tavares de Sousa, mais conhecido como “Tuta”, a 17 anos de reclusão, sem possibilidade de recorrer em liberdade, pelo homicídio de José Orlando Pereira Araújo.

O conselho de sentença acolheu as teses do Ministério Público. Segundo o órgão ministerial, o crime ocorreu em 15 de agosto de 2018 onde “Tuta” assassinou José Orlando para vingar a morte de comparsas. Ainda segundo o órgão, Antônio Tavares não tem possibilidade de recorrer da decisão.

De acordo com o órgão ministerial, “Tuta” e José Orlando atuavam na criminalidade na região de Barras.

O promotor de Justiça Silas Sereno Lopes, titular da 1ª Promotoria de Justiça de Barras, atuou no julgamento como representante do Ministério Público Estadual. O conselho de sentença acolheu as teses do Ministério Público.

Conforme o MPPI, durante os debates, o promotor destacou a necessidade “de firmeza na análise e censura de condutas criminosas que abalam a paz social em localidades pobres e periféricas”, afirmou Silas Sereno.

Mais na Web