Política

"Mesmo que aconteça a 2ª onda do vírus, não fecharemos a cidade", diz Kleber

Durante encontro com empresários, Kleber ressaltou que mesmo que ocorra uma segunda onda da Covid-19 em Teresina, ele não irá adorar medidas mais rígidas como o lockdown.
25/11/2020 17h18 - atualizado

O candidato a prefeito Kleber Montezuma (PSDB) esteve reunido com lideranças empresariais do Sindicato dos Lojistas do Comércio de Teresina (SINDILOJAS) nessa terça-feira (24), e na ocasião, Kleber apresentou propostas para a categoria e descartou a adoção de um segundo lockdown em Teresina.

De acordo com o candidato do PSDB, várias pessoas de diferentes setores da sociedade têm procurado ele para conversar após o que ele chama de “blocão” declarar apoio ao candidato do MDB, Dr. Pessoa, para o segundo turno das eleições na capital.

  • Foto: DivulgaçãoKleber conversa com empresários e descarta adoção de lockdown em TeresinaKleber conversa com empresários e descarta adoção de lockdown em Teresina

"Depois que se formou esse blocão do PT em torno do nosso adversário, vários segmentos da sociedade têm nos procurado para conversar e ouvir nossas propostas. Já estivemos com representantes do setor industrial, lojistas da região do Dirceu, comerciantes da região da Rui Barbosa e agora estamos reunidos com o SINDILOJAS, dando a nossa visão de cidade e o que iremos fazer", disse o candidato.

Durante o encontro, Kleber lembrou que Teresina ainda irá conviver com os efeitos provocados pela pandemia da Covid-19, e ressaltou que mesmo que ocorra uma segunda onda da doença, ele não irá adorar medidas mais rígidas como o lockdown, quando apenas setores essenciais como farmácias e mercados podem funcionar.  

"Se eu for o prefeito, mesmo que aconteça uma segunda onda do vírus não fecharemos a cidade. É claro que iremos ouvir as recomendações das autoridades sanitárias, mas as decisões serão tomadas em diálogo, com a classe empresarial e com a cidade", garantiu o candidato a prefeito.

Mais na Web