Piauí

Ministério Público discute medidas sanitárias em bancos de Corrente

De acordo com o MP, durante a audiência foi reforçada a necessidade de os bancos obedecerem ao protocolo sanitário instituído pelo Governo do Piauí.
23/07/2021 19h24 - atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí (MPPI), por meio da 2ª Promotoria de Justiça de Corrente, realizou uma audiência extrajudicial nessa quinta-feira (22), conduzida pela promotora Gilvânia Alves Viana, para tratar das medidas sanitárias e da organização das filas em bancárias no município.

De acordo com o MP, durante a audiência foi reforçada a necessidade dos bancos obedecerem ao protocolo sanitário instituído pelo Governo do Piauí, assim como sobre da necessidade de organização das filas externas de pessoas que esperam atendimento e da contratação de pessoal para auxiliar nesse controle durante todo o horário de funcionamento das agências ao público.

O Ministério Público informou ainda que foi fixado o prazo de 5 dias para que as agências bancárias disponibilizem funcionários para organizar as filas externas e providenciar um plano simplificado ou ampliado de segurança sanitária e contenção da covid-19.

A audiência contou com a participação do coordenador Estadual do Programa Estadual de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon/MPPI), Nilvado Ribeiro, da coordenadora do Procon Câmara de Corrente, Eliene Maciel, dos gerentes das agências bancárias do Banco do Brasil, do Banco do Nordeste, da Caixa Econômica Federal e do Banco Bradesco, além dos assessores jurídicos das referidas instituições.

Mais na Web