Piauí

Ministério Público vistoria ponte sobre o rio Igaraçu em Parnaíba

Segundo o MPPI, o local dá acesso à Praia da Pedra do Sal, por meio da Ilha de Santa Izabel, no município de Parnaíba.
31/10/2021 07h43 - atualizado

Na última quarta-feira (27), o Ministério público do Piauí (MPPI), por meio do promotor de Justiça Cristiano Farias Peixoto, titular da 2ª Promotoria de Justiça de Parnaíba, inspecionou as obras de implantação da nova ponte sobre o rio Igaraçu.

Conforme o MPPI, o local dá acesso à Praia da Pedra do Sal, por meio da Ilha de Santa Izabel, no município de Parnaíba.

  • Foto: Divulgação/MPPIMinistério Público realiza vistoria da implantação da ponte sobre o rio Igaraçu.Ministério Público realiza vistoria da implantação da ponte sobre o rio Igaraçu.

Segundo o órgão ministerial, foi vistoriada a estrutura da estrada vicinal durante todo o trajeto que liga à praia da Pedra do Sal, na qual foram implantados bueiros para que a água da chuva não fique represada e aumente o risco de alagamentos, especialmente nas comunidades Vazantinha e Fazendinha.

O promotor de Justiça responsável pela fiscalização, Cristiano Peixoto, explica que toda a área será estudada com cuidado para que o progresso não venha causar um prejuízo ao Meio Ambiente.

“Tudo isso será estudado com muito cuidado para que o progresso não venha causar um prejuízo ao Meio Ambiente. E não é só a fauna e flora; mas também a comunidade, que todos os anos, a gente tem conhecimento, que aqui é uma região que alaga; mas temos essa preocupação que possa acontecer de alagar mais ainda”, explicou.

Ainda segundo Cristiano Peixoto, na 2ª Promotoria de Justiça de Parnaíba, foi instaurada a Notícia de Fato Nº 003395-369/2021, com a finalidade de acompanhamento, viabilidade e fiscalização das obras em questão.

De acordo com o promotor, no último dia 25 foi realizada audiência pública para tratar do assunto e nela estavam presentes o secretário estadual do Meio Ambiente, Daniel Marçal, o secretário municipal de Meio Ambiente de Parnaíba, Renan Benicio, a secretária municipal de Infraestrutura de Parnaíba, Gracinha Moraes Souza, representantes do ICMbio.

O MPPI informou ainda que também foram ouvidos os moradores das comunidades atingidas pelas obras, professores, biólogos, engenheiros. Na oportunidade, foram debatidos os Estudos de Impacto Ambiental (EIA) e o Relatório de Impacto Ambiental (RIMA).

Mais na Web