Geral

Ministro Walmir Oliveira morre vítima de complicações da Covid-19

A presidente do TST, ministra Maria Cristina Peduzzi, lamentou a morte e decretou luto oficial de três dias.
29/04/2021 13h00

Nessa quarta-feira (28), o ministro do Tribunal Superior do Trabalho (TST), Walmir Oliveira da Costa, morreu aos 63 anos devido complicações de saúde provocadas pela covid-19.

Em nota, a presidente do TST, ministra Maria Cristina Peduzzi, lamentou a morte fo ministro e decretou luto oficial de três dias.

“Magistrado exemplar, de posição firme, ele contribuiu e se dedicou devotadamente à magistratura e à Justiça do Trabalho. Sua vida, tanto pessoal quanto profissional, sempre foi pautada e alicerçada pela ética, pela honestidade, pelo comprometimento, pelo respeito e pelo amor à vida, à família, à carreira e aos amigos”, declarou a presidente. 

O ministro ingressou na magistratura em 1989 como juiz do trabalho substituto da 8ª Região (PA/AP) e atuou nas varas de Belém, Abaetetuba, Almeirim, Altamira, Castanhal, Macapá e Marabá.

No ano de 1993, foi promovido à titular da Vara do Trabalho de Almeirim e, posteriormente, à de Abaetetuba e de Belém. Quatro anos depois, ingressou no Tribunal Regional do Trabalho da 8ª Região e atuou como juiz convocado no TST entre 2000 até sua entrada na Corte, em 2007.

Confira a nota na íntegra

“Estamos todos muito tristes e lamentamos profundamente a morte do ministro Walmir, de forma tão precoce, para essa doença que já vitimou quase 400 mil brasileiros”, afirmou a ministra. “Magistrado exemplar, de posição firme, ele contribuiu e se dedicou devotadamente à magistratura e à Justiça do Trabalho. Sua vida, tanto pessoal quanto profissional, sempre foi pautada e alicerçada pela ética, pela honestidade, pelo comprometimento, pelo respeito e pelo amor à vida, à família, à carreira e aos amigos.

No TST, o ministro sempre foi visto e admirado pelos colegas e servidores como uma pessoa gentil, de posicionamentos fortes e por tomar decisões norteadas pelos valores e princípios da legislação”.

Mais na Web