Piauí

MP abre procedimento para investigar vereador Chiquinho do Bento

Segundo denúncia apresentada ao MP, o vereador teria recebido remuneração indevidamente no período que estava licenciado por motivos de saúde.
05/08/2020 06h21 - atualizado

O Ministério Público do Estado do Piauí, por meio do promotor de Justiça Adriano Fontenele Santos, instaurou um Procedimento Preparatório para apurar suposto recebimento indevido de remuneração pelo vereador Francisco Silva Albuquerque, conhecido como Chiquinho do Bento, do município de Morro do Chapéu do Piauí, durante período em que o parlamentar estava licenciado de suas funções públicas por motivos de saúde.

Conforme a Portaria nº49/2020, publicada no Diário Oficial do MP, informações preliminares coletadas no contexto da Notícia de Fato nº 83/2019, instaurada em razão de Representação encaminhada pela Câmara Municipal de Morro do Chapéu do Piauí relatando suposto recebimento indevido de remuneração por parte do vereador Francisco Silva Albuquerque, referente ao mês de junho/2019, período em que o edil esteve licenciado das funções legislativas por motivo de saúde.

O representante do órgão ministerial considerou que o prazo para conclusão da Notícia de Fato, outrora instaurada pela 2ª Promotoria de Justiça de Esperantina, já escoou, sem que tenha sido possível a sua conclusão.

O promotor considerou ainda que os fatos devem continuar a serem averiguados para que sejam tomadas as eventuais medidas pertinentes.

Diante dos fatos, o Ministério Público resolveu converter a Notícia de fato em Procedimento Preparatório para investigar e apurar e apurar as supostas condutas do vereador Francisco Silva Albuquerque no contexto apresentado pela denúncia, ficando determinado ainda que a Câmara Municipal de Morro do Chapéu do Piauí deve enviar, no prazo de dez dias, cópias dos contracheques do parlamentar referentes aos meses de maio/2019 e junho/2019.

Outro lado

O Viagora procurou o vereador para falar sobre o assunto, mas até o fechamento da matéria ele não foi localizado. O espaço permanece aberto para esclarecimentos.

Mais na Web