Piauí

MP investiga desvio de função de servidores em Beneditinos

A Promotora de Justiça Deborah Abbade Brasil de Carvalho é a responsável pela investigação sobre a denúncia feita ao Ministério Público.
  • ISABELA DE MENESES
28/11/2017 15h51 - atualizado

A Promotora de Justiça Deborah Abbade Brasil de Carvalho, do Ministério Público do Estado, instaurou inquérito civil público para investigar se servidores municipais estariam supostamente exercendo função não atribuída ao seu cargo ou emprego na administração do prefeito Jullyvan Mendes, de Beneditinos.

Assim, o procedimento foi instaurado para, caso necessárias, as medidas judiciais cabíveis sejam tomadas. Para o inquérito ser aberto, a promotora levou em consideração, que os documentos acostados à representação indicam a possível existência de atos de improbidade administrativa que atentam contra os princípios da administração pública e outras irregularidades.

  • Foto: Divulgação/MPMinistério Público do Estado do Piauí (MP-PI)Ministério Público do Estado do Piauí (MP-PI)

A denúncia diz que oito funcionários públicos estão exercendo funções no município, que fogem aos seus cargos. Como também a promotora ressaltou que o desvio de função, constitui "ato ilícito administrativo, afrontando os princípios constitucionais da legalidade, moralidade administrativa e impessoalidade".

Outro lado 

O prefeito Julyvan Mendes não foi localizado para comentar a denúncia. O espaço está aberto para esclarecimentos. 

Mais na Web