Piauí

MPF investiga contrato de R$ 500 mil da Prefeitura de Esperantina

O órgão ministerial vai investigar a compra de quatro mil livros da empresa Didáticos Editora Ltda ME pela Prefeitura de Esperantina, administrada por Vilma Amorim.
02/10/2020 12h30 - atualizado

O Ministério Público Federal no Piauí (MPF-PI) instaurou uma Noticia de Fato para investigar um contrato firmado pela Prefeitura de Esperantina, administrada pela prefeita Vilma Amorim, com a empresa Didáticos Editora Ltda ME para compra de R$ 500 mil em livros.

A empresa tem sede em Fortaleza e está sendo investigada em diversas cidades do Ceará e nos estados do Rio de Janeiro, Pernambuco e Piauí.

  • Foto: Lucas Dias/GP1Vilma AmorimVilma Amorim

O contrato foi assinado no dia 26 de agosto pela representante da empresa, Lidianaria Rodrigues Moreira, e o secretário municipal de Educação Francinaldo Nunes Silva. Foram comprados quatro mil livros “Esperantina Cidade da Gente” ao custo de R$ 125,00 a unidade.

A Didáticos Editora é acusada de superfaturamento e de não entregar os livros para as prefeituras com as quais tem contrato firmado.

A Notícia de Fato é a comunicação de um acontecimento (fato) para o Ministério Público, que avaliará seu potencial para ser transformado em outros procedimentos extrajudiciais ou em ação judicial.

O procedimento foi autuado no último dia 25 de setembro e distribuído ao procurador da República Tranvanvan da Silva Feitosa.

Outro lado

O Viagora procurou a gestora para falar sobre o assunto, mas até o fechamento da matéria a prefeita não foi localizada. O espaço permanece aberto para esclarecimentos.

Mais na Web