Piauí

Paixão de Cristo de Floriano será exibida no domingo pelo YouTube

Segundo o diretor, o formato de exibição do espetáculo foi modificado e foram feitos esforços para a realização seguindo as recomendações para evitar a contaminação pela Covid-19.
09/07/2021 10h46 - atualizado

Será transmitida neste domingo (11) a Paixão de Cristo 2021 de Floriano, considerada um dos maiores espetáculos religiosos do país. O espetáculo contará com a participação do ator Danilo Sacramento, grande nome da dramaturgia brasileira, que dará vida a Pôncio Pilatos.

De acordo com Secretaria de Estado da Cultura (Secult), no local da encenação estarão presentes apenas atores e equipe técnica, respeitando todos os protocolos de segurança exigidos, devido à Covid-19. A encenação será transmitida às 20h pelo YouTube, no canal UFOPIAUI.  

  • Foto: Divulgação/Governo do PiauíPaixão de Cristo de FlorianoPaixão de Cristo de Floriano

Segundo o diretor, Cesar Crispim, o formato de exibição do espetáculo foi modificado e foram feitos esforços para a realização.

“É importante oferecer às pessoas uma mensagem de esperança, amor e fé por meio da arte. Essa é uma forma de suavizar o ambiente familiar em um momento de tantas tensões, como é o atual contexto de enfrentamento ao coronavírus, em todo o Brasil. É também uma maneira de transmitir conforto, paz e esperança a todos que nos assistirão, relembrando que esta situação vai passar”, destaca o diretor.

Conforme a Secult, o Grupo Escalet de Teatro, responsável pela Paixão de Cristo, há mais de 25 anos conta a história de Cristo. Em 2021, foi criado um planejamento estruturado seguindo todas as restrições indicadas pelos órgãos de saúde, como o uso de máscaras, de álcool em gel, distanciamento social, bloqueio de entrada de pessoas sintomáticas e 1/3 do elenco dos últimos anos.

O evento é realizado pelo Grupo Escalet de Teatro com apoio da Prefeitura Municipal de Floriano, Prêmio Maria da Inglaterra, Secretaria da Cultura do Estado do Piauí, Governo do Estado do Piauí, Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc e Governo Federal.

Mais na Web