Piauí

Prefeito Veríssimo Antônio é investigado pelo MP por improbidade

O promotor Vando da Silva instaurou um inquérito civil público em face do prefeito de Santa Rosa do Piauí
08/05/2019 06h20 - atualizado

O Ministério Público do Piauí, através do promotor Vando da Silva Marques, instaurou um inquérito civil contra o prefeito Veríssimo Antônio Siqueira para apurar possível ato de improbidade administrativa praticada pelo gestor consistente na pintura de órgãos e logradouros públicos com as cores do Partido do Trabalhadores-PT em Santa Rosa do Piauí.

De acordo com a portaria, 27/2019, publicada no Diário Oficial, o MPPI considerou a pintura em total discrepância às cores oficiais do município (verde e amarelo e instaurou o inquérito para “coleta de informações, documentos, depoimentos, perícias, dentre outras provas, ressaltando que a posteriori será analisada a necessidade de celebração de termo de ajustamento de conduta, ajuizamento de Ação Civil Pública ou possível arquivamento”, disse o promotor.

“Requisite-se a Prefeitura Municipal de Santa Rosa do Piauí, no prazo de 10 (dez) dias, todos os procedimentos licitatórios, contratos administrativos, notas de empenho e comprovantes dos gastos realizados com materiais de construção em geral (tintas, selantes, massas, lixas e outros) e serviços de pintura em geral utilizadas para a mudança de cores em escolas, órgãos e prédios púbicos em geral, além de praças e logradouros públicos do município, desde o início da gestão atual (Janeiro de 2017 até a presente data”, determinou o representante do Ministério Público.

O órgão ministerial fez ainda uma recomendação à Prefeitura Municipal de Santa Rosa do Piauí:  “Abstenha-se de realizar novas práticas consistentes em pinturas de escolas, órgãos, prédios e logradouros públicos em geral com a cor vermelha, evitando-se a identificação com o partido ao qual é filiado, bem como providencie imediatamente a repintura dos prédios públicos que tiverem a inserção da cor ou alteração para a cor vermelha às cores oficiais do município, quais sejam, verde e amarelo, retornando-se às cores anteriormente existentes (verde e amarela).

Na recomendação, o Ministério Público pediu também que a aquisição de material e serviços deverão ser “custeados às expensas, única e exclusivamente, do gestor municipal, Sr. Veríssimo Antônio Siqueira da Silva”.

Outro lado

O Viagora procurou o gestor para falar sobre o assunto, mas até o fechamento da matéria o prefeito não foi localizado. O espaço permanece aberto para esclarecimentos posteriores.

Mais na Web