Piauí

Setut diz que está cumprindo acordo feito com a Prefeitura de Teresina

De acordo com o SETUT, a categoria já recebeu o pagamento referente à suas questões trabalhistas no valor de R$ 720 mil pago pelas empresas de ônibus de atuam na capital.
  • LETÍCIA DUTRA
27/10/2021 13h36 - atualizado

Nesta quarta-feira (27), o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina (SETUT) anunciou que está cumprindo regularmente com o acordo realizado com a Prefeitura de Teresina, além de realizar o pagamento dos motoristas e cobradores de ônibus de Teresina.

De acordo com o SETUT, as empresas de ônibus que atuam na capital já realizaram o pagamento no valor de R$ 720 mil do acordo realizado em janeiro deste ano entre a Prefeitura de Teresina e o Sindicato dos Trabalhadores Em Empresas de Transportes Rodoviários do Piauí (Sintetro). Além disso, as folhas de ponto da categoria que estavam em atraso já começaram a ser pagas.

A frota de ônibus combinada com o ente municipal está sendo cumprida e disponibilizada para os usuários do transporte coletivo da capital. A entidade ainda afirmou que não há motivos para a possibilidade de paralisação da categoria.

“A frota da ordem de serviço acordada com o ente municipal tem sido cumprida e foi toda colocada à disposição dos passageiros do transporte coletivo de Teresina. Dessa forma, a entidade não vê quaisquer motivos para uma possível paralisação dos serviços, por parte dos trabalhadores”, afirma trecho da nota.

O SETUT também ressalta que a Convenção Coletiva com a categoria está prevista para ser discutida em janeiro de 2022, de acordo com a data base determinada por lei.

A consultora jurídica do Sindicato, Naiara Moraes, afirmou que a entidade não compactua com os atos de paralisações promovidos pelos motoristas e cobradores e o objetivo do órgão é reerguer o sistema de transporte coletivo da capital.

"O Consórcio SITT e demais empresas não compactuam e nem tem participação na paralisação dos trabalhadores. Nos causa estranheza essa possível paralisação que somente irá prejudicar a população. Garantimos que as empresas estão cumprindo todas as duas obrigações trabalhistas. Importante ressaltar que a data base de assinatura da convenção coletiva está prevista somente para janeiro de 2022. O Setut tem cumprido o seu papel com a sociedade e reforçado a prestação de serviços com qualidade, eficiência e agilidade no atendimento aos passageiros da cidade", explicou Naiara Moraes.

Por fim, a entidade destacou que a frota de ônibus da capital atingiu apenas 28% do passageiro transportado, até o momento, antes do inicio da pandemia da Covid-19. A quantidade registrada anteriormente era de pelo menos 200 mil usuários do transporte público e atualmente o número chega a 60 mil passageiros efetivos.

Greve dos motoristas

O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários no Estado do Piauí (Sintetro) informou hoje que a greve terá início a partir das 00hdesta quinta-feira, 28 de outubro na capital.

"A partir das primeiras horas desta quinta-feira (28) vamos iniciar uma greve no sistema do tranporte público de Teresina por tempo indeterminado", confirmou o secretário do Sintetro, Miguel Arcanjo, ao Viagora.

Mais na Web