Piauí

Sinduscon solicita as autoridades vacinação do setor de construção

Segundo o Sinduscon, o início da vacinação visa somar ao propósito do setor de seguir contribuindo para o bem-estar dos funcionários e com o crescimento do Piauí.
04/06/2021 17h00 - atualizado

O Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon Teresina) solicitou ao Governo do Estado do Piauí e à Prefeitura Municipal de Teresina uma programação para vacinação do setor da construção e industrial.

Segundo o Sinduscon, o início da vacinação visa somar ao propósito do setor de seguir contribuindo para o bem-estar dos funcionários e com o crescimento do Piauí.

Conforme o Sindicato, estados vizinhos como o Maranhão já estão vacinando os funcionários desses segmentos, já inclusos no plano nacional de vacinação como prioritários.

Apesar da pandemia, o setor não parou de funcionar, que segundo o Sindicato, foi responsável por uma injeção econômica positiva em todos os estados, e por esse motivo é fundamental reforçar as medidas de segurança dos trabalhadores, no que diz respeito aos equipamentos e, consequentemente, para conter o avanço do coronavírus.

Para o presidente do Sinduscon Teresina, Guilherme Fortes, essa é uma importante atenção para a categoria, e pontua que avaliar as possíveis falhas e riscos que podem ocorrer é uma medida eficiente, como garantir e verificar equipamentos como cintos de segurança, maquinários usados nas obras, elevadores, andaimes suspensos, rampas, instalações hidráulicas e elétricas, por exemplo, são peças-chave.

O presidente destaca que no ramo da construção civil há mais de 30 Normas Regulamentadoras (NRs) vigentes no Brasil todo. Normas que estabelecem regras e orientações, por exemplo, que servem para aumentar a segurança dos operários no canteiro de obras.

“Essas normas foram desenvolvidas e pensadas para definir o que pode ou não ser feito. Assim, é imprescindível segui-las e, além disso, fomentar uma cultura de segurança na equipe, estimulando o uso correto dos equipamentos. Em época de pandemia, atenção redobrada sempre”, frisou.

Mais na Web