Viagora

"O PT deve remarcar", diz João de Deus sobre pré-candidatura de Rafael

O deputado estadual falou sobre a data de lançamento da pré-candidatura de Rafael Fonteles ao Governo do Piauí em 2022.

Nessa terça-feira (21), o deputado estadual João de Deus (PT) falou sobre a data de lançamento da pré-candidatura de Rafael Fonteles ao Governo do Piauí em 2022.

Questionado sobre Wellington Dias querer modificar a data de lançamento da pré-candidatura de Rafael Fonteles, que está marcada para 15 de janeiro, João de Deus diz que a maioria dos membros do PT, defendem a data escolhida, mas que o presidente do diretório estadual, deputado Francisco Limma, ainda deve conversar com o governador.

  • Foto: Luis Marcos/ ViagoraDeputado João de DeusDeputado João de Deus

“Isso tem sido um entendimento do partido que dialoga com o governador e a gente achou que era importante para o dia 15, mas foi feito uma consulta sobre a data e a maioria se dispôs por defender essa data do dia 15 de janeiro. Acho que o presidente Limma deve conversar com o governador”, disse.

O parlamentar declara que se é desejo de Wellington Dias e do pré-candidato Rafael Fonteles, mudar a data, o partido deve remarcar, mas que isso deve ser discutido entre os membros.

“Eu acredito que a reunião do diretório deve ser mantida, se não no dia 15, mas no mês de janeiro e se esse não é o desejo do pré-candidato e do próprio governador, acho que o partido deve remarcar, mas isso deve ser feito um entendimento entre o partido”, declarou.

João de Deus destaca ainda que o Governador do Piauí tem, mais experiência política que todos os membros do partido e que respeita a posição de Wellington Dias.

“Acho que o governador tem mais experiência do que todos nós juntos, já provou que na política ele tem uma capacidade de análise de interpretação dos fatos, respeitamos a posição de Wellington Dias. Agora vamos aguardar a decisão do partido”, destacou.

Facebook
Indicado para você
Veja também