Viagora

Motoristas e cobradores de ônibus de Teresina iniciam greve

Conforme o Setut, a falta de diálogo com a prefeitura, o não cumprimento do acordo firmado e a ausência de uma solução para o problema tem prejudicado os trabalhadores e usuários do transporte.

Os motoristas e cobradores do transporte coletivo de Teresina deram início a uma nova greve nesta segunda-feira (17), o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (SETUT) já foi informado pela categoria.

De acordo com o SETUT, a falta de diálogo efetivo com a prefeitura, bem como o não cumprimento do acordo firmado ainda em outubro de 2021 e a falta de objetividade dos gestores públicos em apresentar soluções para o problema, tem prejudicado o sistema, e por consequência imediata, os usuários dos transportes, que necessitam dos serviços.

Foto: Luis Marcos/ ViagoraManifestação dos motoristas e cobradores de Ônibus
Manifestação dos motoristas e cobradores de Ônibus

Ainda segundo o Sindicato, as empresas defendem a manutenção da frota operante e que a Prefeitura possa fazer algo urgente para que a greve não aconteça.

"Criadas ainda em outubro do ano passado, duas comissões especiais formadas pela Prefeitura de Teresina para encontrar soluções para o transporte coletivo da Capital, sendo uma para a bilhetagem eletrônica e outra para analisar alternativas financeiras, nunca deram posição quanto aos assuntos, enquanto a população segue enfrentando sozinha os problemas gerados pela crise do transporte público. As empresas de transporte seguem a disposição para um diálogo claro e resolutivo, estando aptas para prestar os serviços com qualidade e de forma a atender às necessidades da população. Defendemos a não realização da greve anunciada e sim ao acordo entre as partes envolvidas”, destaca o Setut em nota.

A iminência de uma paralisação dos serviços já era estudada pela categoria desde o início do mês, em que os motoristas e cobradores reivindicavam a assinatura da convenção coletiva, acordo que assegura os direitos trabalhistas como o auxílio-alimentação e plano de saúde, bem como a regularização salarial.

Os representantes do Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Transportes Rodoviários (Sintetro) já haviam se reunido com o prefeito da capital, Dr. Pessoa, no dia 03 de março para discutir sobre a situação do transporte público.

Mais conteúdo sobre:

Teresina

Piauí

Setut

Sintetro

Facebook
Indicado para você
Veja também