Viagora

FMS amplia leitos de atendimento para casos de dengue em Teresina

Segundo a Fundação Municipal de Saúde (FMS), a medida tem o objetivo de diminuir a superlotação nas portas de entrada de urgência, devido o aumento de casos de arboviroses, como dengue, em Teresina.

Nesta segunda-feira (25), a Fundação Municipal de Saúde (FMS) anunciou que está realizando uma organização na rede de atendimento com o objetivo de diminuir a superlotação nas portas de entrada de urgência, devido o aumento de casos de arboviroses, como dengue, chukungunya, zika, na cidade de Teresina.

De acordo a FMS, a rede destinou 260 médicos da Estratégia Saúde da Família com as primeiras horas reservadas para atendimento nas 91 Unidades Básicas de Saúde (UBS) da capital.

Foto: Divulgação/FMSDr. Pessoa em reunião com representantes da FMS.
Dr. Pessoa em reunião com representantes da FMS.

Diante da nova organização, a UBS do Gurupi e o hospital do Monte Castelo se tornarão referência no atendimento as arboviroses, este último possui plantão 24 horas, leitos clínicos e UTI. Além disso, a população que buscar atendimento no hospital do Parque Piauí terá um terceiro médico nos turnos da tarde, bem como mais leitos para internação pediátrica, segundo a FMS.

Ainda conforme a FMS, apesar da exclusividade nessas duas unidades, todas as portas hospitalares permanecerão prestando atendimento a casos de arboviroses e realizando internações dos pacientes.

O presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, explica que outras ações serão adotadas além dessas alterações na reorganização da rede de atendimento municipal.

“Outras medidas estão sendo analisadas para serem adotadas, assim como essas medidas citadas deverão ser ajustadas, conforme as necessidades identificadas”, enfatiza o gestor.

Facebook
Indicado para você
Veja também