Viagora

Homem é condenado a 4 anos de prisão por tentar matar mulher em Paes Landim

O julgamento foi realizado pelo Tribunal do júri da Comarca de Simplício Mendes, em que o Ministério Público do Piauí foi representado pelo promotor de Justiça Malato Neto.

Nessa terça-feira (03), o réu identificado como Roberlândio da Cruz, acusado por tentativa de homicídio qualificado pelo feminicídio contra a ex-companheira (artigos 121, § 2º-A, I c.c 14, II, todos do Código Penal), foi condenado a 4 anos e quatro meses de prisão no município de Paes Landim.

O julgamento foi realizado pelo Tribunal do júri da Comarca de Simplício Mendes, em que o Ministério Público do Piauí foi representado pelo promotor de Justiça Malato Neto.

Segundo o MPPI, o crime aconteceu na tarde do dia 13 de agosto de 2021, por volta das 16h30, quando o acusado participou ativamente da tentativa de matar a vítima identificada como Lusiene Mendes Arrais. O homem teria se deslocado até as proximidades de uma residência localizada no Centro da cidade.

Ainda conforme a autos, após uma discussão o acusado teria atacado violentamente a mulher com duas armas brancas, sendo uma faca e um garfo.

Segundo o promotor de Justiça, João Malato, após a faca utilizada no crime quebrar, a vítima conseguiu ser socorrida por populares que passavam no local. O casal estava separado há dois meses e o acusado insistia em reatar o relacionamento com Lusiene. O réu deve cumprir pena em regime semiaberto.

“Consta dos autos que Roberlândio da Cruz deslocou-se até a residência da vítima, da qual estava separado há dois meses, insistindo em reatar o relacionamento amoroso. Ao ser repelido, ficou totalmente encolerizado e, em seguida, empurrou-a com violência, fazendo com que caísse ao chão, passando então a desferir-lhe vários golpes com uma faca de cozinha e um garfo. Após o cabo da faca ter quebrado, a vítima conseguiu desvencilhar-se do seu agressor, conseguindo ser socorrida por populares que passavam pelo local, o que evitou a consumação de mais um crime de feminicídio no estado do Piauí”, explica o representante do MPPI.

Facebook
Indicado para você
Veja também