Viagora

Quem vai decidir não é Júnior Macêdo, diz Antônio José Lira sobre mandato

O vereador falou nesta terça-feira (21), sobre o requerimento protocolado pelo suplente Júnior Macêdo para assumir a vaga.

Nesta terça-feira (21), o vereador Antônio José Lira (Republicanos), comentou sobre o requerimento protocolado pelo segundo suplente Júnior Macêdo (PSD) na segunda-feira (20), para assumir como vereador na Câmara Municipal de Teresina (CMT), em seu lugar.

Questionado sobre a fala do segundo suplente que caso o presidente da Câmara Jeová Alencar (Republicanos), não aceitar o requerimento feito por ele, estaria mantendo um vereador em caráter irregular na casa, Antônio José Lira afirma que essa decisão não é de Júnior Macedo. “Estou aqui feliz, estou aqui pela lei, minha vida é lutar por Teresina, vou continuar lutando por Teresina, e quem vai dizer que eu vou estar aqui ou não, não vai ser ele, se fosse ele, ele já estava (como vereador)”, afirmou.

Foto: Matheus Santos/ ViagoraVereador Antônio José Lira
Vereador Antônio José Lira

Ainda durante entrevista o parlamentar foi questionado se as acusações que fez em tribuna ao deputado Georgiano Neto e outros nomes influenciou na tentativa de retirá-lo da Câmara Municipal e sobre o asusnto, o vereador afirmou que existem inversões de valores a pessoas que falam com o coração. “Você já viu alguém que fala com coração não ser questionado? Existem inversão de valores, normalmente quem fala com o coração, alguém chega e diz ‘esse aí não vai longe’, mas aquele que é vaselina, que joga manteiga, é durante muito tempo passa por bonzinho”, comentou.

O vereador também afirmou que o segundo suplente Júnior Macedo não deveria comemorar antes da decisão que será tomada em relação a vaga na Câmara Municipal. “Querer entrar, causar polêmica, entrar na marra, nunca podemos jogar os fracassos da gente em cima do próximo, o grande problema que existe no ser humano, é substimar a inteligência dos outros, se eu fosse muito ligado a ele, eu tinha dito para ele não fazer aquela festa ontem, eu tinha dito, porque outro erro do ser humano, não podemos comemorar antes, isso é a lei da vida”, disse Antônio José Lira.

Sobre o caso

A vaga na Câmara Municipal de Teresina pertencia a Renato Berger (PSD), que se licenciou para assumir a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), após sua saída quem assumiria o cargo seria o vereador Eduardo draga Alana (PSD), que também se licenciou para assumir um cargo na Prefeitura de Teresina, atualmente está como Secretário Municipal da Juventude (Semjuv). Com a saída de Eduardo Draga Alana, a vaga ficaria para a o segundo suplente Júnior Macedo, que recusou por motivos pessoais, então foi passada para Cida Macedo, que também recusou, chegando ao quarto suplente e atualmente vereador ativo de Teresina, Antônio José Lira.

Facebook
Indicado para você
Veja também