Viagora

Sesapi confirma primeiro caso de Varíola dos Macacos no Piauí

De acordo com a Sesapi, o homem de 46 anos confirmado com a doença já cumpriu o período de 21 dias de quarentena e está em casa.

Nesta quinta-feira (04), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), informou através de coletiva de imprensa a confirmação do primeiro caso de varíola dos macacos (Monkeypox) no Piauí.

Segundo a secretaria de Saúde, o paciente é um homem de 46 anos da cidade de Batalha.

De acordo com o Superintendente de Atenção à Saúde e Municípios da Sesapi, Herlon Guimarães, na manhã de hoje, o Instituto Oswaldo Cruz confirmou que um dos seis cidadãos piauienses que estão com suspeita da doença teve resultados positivos nos testes.

“Temos um paciente do sexo masculino, de 46 anos de idade, residente da cidade de Batalha confirmado com a varíola dos macacos, e ele já está ciente do fato. Entramos em contato com o Serviço de Vigilância Municipal da cidade para que todos estivessem cientes da confirmação”, disse o superintendente.

Ainda segundo o superintendente, o paciente teve os sintomas característicos da doença, incluindo a presença de lesões na pele, mas que hoje está recuperado. “O paciente está bem! Já cumpriu com o período de 21 dias de isolamento, já que ele apresentou os primeiros sintomas no dia 03 de julho. Então esse paciente já está seguindo a sua vida normalmente sem sequelas. Além disso, seus familiares foram avaliados, mas não apresentaram sintomas”, explicou o profissional.

Conforme informações do superintendente da Sesapi, as outras cinco pessoas que seguem com suspeita de varíola dos macacos estão isoladas até o resultado dos testes necessários. “Os outros casos seguem em investigação, e quando possuirmos respostas traremos para toda a população. Destacando o estado desses pacientes, somente um está internado por conta de outras questões de saúde que podem agravar o quadro. Os outros cidadãos já cumpriram ou estão cumprindo os 21 dias de isolamento, sem complicações no quadro.”, concluiu Herlon Guimarães.

Sintomas e tratamento

Segundo a OMS, os primeiros sintomas da doença podem ser febre, dor de cabeça, dores musculares e na costas, calafrios, cansaço, além da presença de linfonodos inchados. Após cerca de três dias, o doente pode apresentar lesões de pele, na boca, pés, peito, rosto ou regiões genitais.

O tratamento da varíola dos macacos é feito através de remédios para controle da febre. Além disso, o antiviral Tecovirimat também é utilizado no tratamento da doença, mas ainda não foi encaminhado ao Brasil.

Facebook
Indicado para você
Veja também