Viagora

TJ-PI lança painel de monitoramento da violência contra crianças

O projeto como parte da campanha Maio Laranja, que tem o objetivo de acelerar o andamento de processos e ações do órgão relacionadas ao combate contra a violência física ou psicológica contra menores.

O Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), informou que desenvolveu um painel de monitoramento que mostra o número de processos de casos de abuso e exploração infantil no estado.

Segundo o TJ-PI, a Secretaria de Secretaria de Gestão Estratégica do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (SEGES/TJPI), realizou este projeto como parte da campanha Maio Laranja, que tem o objetivo de acelerar o andamento de processos e ações do órgão relacionadas ao combate contra a violência física ou psicológica contra menores.

De acordo com o presidente do TJ-PI, o desembargador José Ribamar Oliveira, é necessário chamar atenção para esses casos para um combate eficaz. “Precisamos dar visibilidade a esse problema para seja combatido eficazmente. Neste mês, estão sendo realizadas várias ações dentro do TJ-PI que englobarão essa temática. Estamos abrindo um espaço para dedicação maior a esses processos e chamando a atenção da sociedade para os canais oficiais de denúncia”, disse o desembargador.

O painel Maio Laranja 2022 já está ativo, nele é possível visualizar a quantidade de processos por unidade judiciária e a listagem de processos. Segundo dados do painel a 6° e a 5° Vara Criminal de Teresina, juntas possuem 318 processos relacionados a abuso de menores.  A 1° Vara Criminal de Parnaíba possui 60 casos. Já a 1° Vara criminal de Oeiras possui 42, a Vara única de Altos possui 40 processos.

Segundo a secretária de Gestão Estratégica do TJ-PI, Lanny Cléo, a ferramenta será atualizada periodicamente. “o painel de monitoramento é uma ferramenta que será atualizada mensalmente para acompanharmos a quantidade de processos qualificados como estupro de vulnerável e, assim, contribuirmos para o enfrentamento a esses tipos de violência”, explica.

De acordo com o TJ-PI, a ferramenta também é um meio de incentivar os servidores e magistrados a priorizarem a análise e o andamento de processos relacionados a estupro de vulneráveis.

Ainda de acordo com informações do Tribunal de Justiça do Piauí, a campanha Maio Laranja também contará com atividades educativas, publicações especiais nas páginas eletrônicas e nos perfis em redes socais do TJ-PI, Corregedoria Geral de Justiça do Estado do Piauí e Seges/TJ-PI, onde serão divulgados canais de denúncia e rede de apoio à criança e ao adolescente vítimas de violência.

Facebook
Indicado para você
Veja também