Viagora

Agespisa informa que faixa residencial social não sofrerá reajuste tarifário

Já as demais faixas terão reajuste de 13,24% a partir de fevereiro de 2024 no Piauí.

O Conselho Diretor da Agência Reguladora dos Serviços Delegados do Estado do Piauí (Agrespi) estabeleceu em resolução e autorizou a aplicação do reajuste no percentual de 13,24% referente aos serviços de água, esgoto e outros preços para o interior do Piauí, a partir de fevereiro de 2024.

Isso indica que a medida não será aplicada para a faixa residencial social. O reajuste tarifário é previsto pela nova Lei 14.026 do marco legal do saneamento básico, que dispõe sobre o direito de reajuste anual para a concessionária e a Agrespi tem o papel de regularizar, fiscalizar e conceder o percentual de reajuste a ser aplicado. 

Segundo o diretor de saneamento e infraestrutura e membro do Conselho Diretor da Agrespi, José Noronha, o reajuste somente poderá ser praticado pela Agespisa após 30 dias da publicação da resolução no Diário Oficial. “O Conselho Diretor da Agrespi é favorável para que a faixa do 'Residencial Social' não sofra reajuste para o ano de 2024 e permaneça o valor de R$16,78 por 10 mil litros de consumo mensal”, ressaltou Noronha. 

Além do contrato da Agespisa, a Agrespi fiscaliza e regula o contrato da PPP Transcerrados e a concessão dos terminais rodoviários de Teresina, Picos e Floriano.

Como entrar em contato para demais dúvidas

Para enviar denúncias, sugestões e elogios sobre os referidos contratos, a população pode entrar em contato com a ouvidoria da Agrespi, pelos canais de atendimentos virtuais, que podem ser via e-mail pelo endereço [email protected]; aplicativo de mensagem, através do número 86 99520-4096;  ou pelo site da Agrespi.

Facebook
Indicado para você
Veja também