Viagora

Escolas públicas da rede estadual iniciam ano letivo de 2024 no Piauí

De acordo a Secretária de Estadual de Educação, foram mais de 215 mil novas matrículas alcançadas pelas escolas Seduc.

As escolas da rede pública estadual do Piauí iniciaram nesta segunda-feira (05), as aulas do ano letivo 2024. Para marcar o momento, o secretário de Estado da Educação, Washington Bandeira, esteve presente no Centro Estadual de Tempo Integral (CETI) Lourival Parente, localizado na zona Sul de Teresina, durante a solenidade de abertura do ano letivo 2024.

A solenidade contou com a presença dos superintendentes da Seduc, gerentes, professores e demais profissionais da educação. O secretário Washington Bandeira destacou a importância do momento. “Nossas escolas em todo o Piauí estão preparadas para todas as novidades e projetos inéditos que nós estamos implementando este ano. São várias novidades para que possamos, acima de tudo, melhorar e otimizar o ensino e aprendizagem para os nossos alunos e colher resultados ainda melhores do que tivemos no ano passado”, declarou o gestor.

Foto: Divulgação/ Governo do PiauíInício do ano letivo estadual 2024
Início do ano letivo estadual 2024

De acordo a Secretária de Estadual de Educação, foram mais de 215 mil novas matrículas registradas nas escolas Seduc, este resultado superou a meta definida de 200 mil matrículas.

A Seduc prevê um aumento nesse número, principalmente com as matrículas da Educação de Jovens e Adultos (EJA). O secretário revelou novidades que serão implementadas neste ano. “Teremos mais escolas de Tempo Integral, a oferta de mais cursos profissionais, novas disciplinas na grade curricular e também estamos acelerando as obras de infraestrutura para que as escolas tenham seus ambientes adequados”, frisou.

Além disso, os estudantes do Ensino Médio terão uma nova disciplina, a Educação Financeira será adicionada na grade curricular. A matéria vai proporcionar conhecimentos e habilidades de gestão financeira própria para a vida profissional e familiar. Já na disciplina de Inteligência Artificial, fornecida em parceria com o Google, os alunos irão aprender a utilizar a inteligência artificial nos seus estudos.

O secretário ainda destacou que este ano será investido R$ 500 milhões nas reformas das escolas. “Como estamos transformando todas as escolas em Tempo Integral, elas precisam de reformas para ficarem no modelo adequado. Hoje, cerca de 150 escolas têm essa estrutura ideal. Então nós temos que acelerar as reformas para que possamos melhorar a infraestrutura física e de equipamentos das nossas escolas, com aceleração, para que todas tenham esse modelo até 2026”, completou o gestor.

Facebook
Indicado para você
Veja também