Viagora

Governo Lula quer reativar estatal conhecida por só dar prejuízo

Diante do seu alto faturamento (cerca de R$ 800 milhões) e poucos gastos em 15 anos, a estatal foi alvo de diversas críticas e até ganhou o apelido de empresa “chip do boi”.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) decidiu reativar a estatal Ceitec (Centro Nacional de Tecnologia Eletrônica Avançada), uma fábrica de semicondutores criada em 2008, localizada em Porto Alegre.

Com a venda de semicondutores, a empresa recebeu cerca de R$ 790 milhões e faturou R$ 64,2 milhões, resultando em apenas 8% de gastos. Em dezembro de 2020, Ceitec foi liquidada pelo programa de privatização do governo de Jair Bolsonaro (PL), mas devido os problemas jurídicos na desestatização o TCU decidiu paralisar o processo.

O Governo Federal retirou a empresa do programa de privatização em janeiro de 2023. Diante deste fato, a empresa ficou parada por 2 anos e o quadro de funcionários caiu de 179 para 76 para retomar as atividades.

Por conta do seu alto faturamento (cerca de R$ 800 milhões) e poucos gastos em 15 anos, a estatal foi alvo de diversas críticas e até ganhou o apelido de empresa “chip do boi”.

Com novos objetivos, a ministra de Ciência e Tecnologia, Luciana Santos, destacou que a fábrica terá como enfoque o setor automotivo e o setor energético.

De acordo com três ex-diretores, a ideia da empresa era a fabricação de chip através de encomendas estatais, este processo requer instalações avançadas, mão de obra de alto nível e uma cadeia de suprimentos. Apesar dos desafios com a reativação da estatal, o governo afirmou que busca reduzir o déficit comercial na importação de semicondutores com incentivos fiscais.

Co informações de Poder360

Mais conteúdo sobre:

Luiz Inácio Lula da Silva

Economia

Facebook
Indicado para você
Veja também