Viagora

Anvisa determina recolhimento de remédios à base de losartana

O prazo para a conclusão do recolhimento nas farmácias é de 120 dias, começando desta quinta-feira (23).

Nesta quinta-feira (23), a Agência nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), decidiu a interdição e o recolhimento de lotes de medicamentos contendo o princípio ativo losartana, que é um anti-hipertensivo e um dos remédios para insuficiência cardíaca mais utilizado no Brasil.

De acordo com a Anvisa, a decisão foi tomada por presença da impureza azido em concentração acima do limite de segurança aceitável. O prazo para a conclusão do recolhimento nas farmácias é de 120 dias, começando de hoje.

A Anvisa informa que as pessoas que utilizam o remédio não devem interromper o tratamento, e destaca que qualquer alteração deve ser feita somente pelo médico que acompanha o paciente.

Após o conhecimento sobre as impurezas, a medida preventiva foi adotada e serve para adequar os produtos usados no Brasil.

Lotes afetados

A orientação da Anvisa, aos grupos que estejam usando os lotes afetados, é continuar o tratamento e conversar com o médico em caso de dúvida ou necessidade de orientação.

A agência esclareceu em nota, que desde a descoberta da possibilidade de presença do “azido” na losartana, vem adotando medidas para garantir que os medicamentos disponíveis dentro dos padrões de qualidade.  

Por: Bruna Sousa 

Com informações Agência Brasil

Mais conteúdo sobre:

Anvisa

Facebook
Indicado para você
Veja também