Coronavírus no Piauí

Covid-19: Dois pacientes vindos de Manaus continuam na UTI do HU

Segundo a médica Ana Tecla, do SAMU, a maioria dos infectados que chegaram do Amazonas, são homens com menos de 60 anos e sem comorbidades.
16/01/2021 11h27 - atualizado

Dois pacientes com Covid-19 transferidos de Manaus para Teresina, continuam internados na UTI do Hospital Universitário (HU) da Universidade Federal do Piauí (UFPI).

De acordo com o diretor da unidade, Paulo Márcio Nunes, os outros sete pacientes permanecem em leitos clínicos.

A capital piauiense recebeu na manhã dessa sexta-feira (15), nove pessoas vindas de Manaus, capital que já registra, em janeiro, um número recorde de internações pelo coronavírus desde o início da pandemia. Além disso, vive uma crise devido ao desabastecimento de oxigênio.

Segundo a médica Ana Tecla, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), a maioria dos pacientes são homens, com menos de 60 anos e sem comorbidades.

A previsão inicial era de que Teresina recebesse 30 pessoas da capital do Amazonas, infectadas com o vírus. Mas, segundo Gilberto Albuquerque, presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), a dificuldade de Manaus para conseguir oxigênio para os pacientes impediu, no momento, a transferência de todos.

Haviam 11 ambulâncias e 28 profissionais à espera dos pacientes no aeroporto Senador Petrônio Portella, onde pousou o avião da Força Aérea Brasileira com os pacientes. Sendo duas ambulâncias de suporte avançado, seis de suporte intermediário e três de suporte básico.

O diretor do HU disse que o hospital possui capacidade para atender tanto os pacientes que chegaram de outro estado, como os piauienses que precisarem de tratamento para a Covid-19.

Ainda segundo a FMS, foram criados leitos, especialmente para receber estas pessoas, o que não irá causar prejuízos para Teresina.

Mais na Web