Saúde

Covid-19: ImunizaSUS capacitará profissionais para vacinação

A capacitação tem carga total de 180 horas e será ofertada a partir de teleaulas transmitidas por satélite no Canal de Televisão Mais Conasems.
21/01/2021 15h32 - atualizado

O Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) lançou, nesta quinta-feira (21), um programa para a capacitação de 94 mil profissionais de saúde que atuam diretamente nas ações de imunização, contra a Covid-19, nos municípios.

O programa foi batizado de ImunizaSUS e, é realizado em parceria com o Ministério da Saúde. Segundo a proposta, as Unidades Básicas de Saúde (UBS) serão adaptadas para funcionar como salas de aula para a capacitação dos profissionais na modalidade de Ensino à Distância (EaD).

De acordo com o Conasems, a capacitação tem carga total de 180 horas e será ofertada a partir de teleaulas transmitidas por satélite no Canal de Televisão Mais Conasems, em horários pré-definidos nas UBSs do Brasil.

Durante a cerimônia de lançamento do programa, o presidente do Conasems, Willames Ferreira, disse que a capacitação visa garantir a segurança tanto dos vacinadores quanto de quem vai se vacinar em uma das 47 mil unidades do país.

O programa também prevê a realização de pesquisa sobre a queda das taxas de cobertura vacinal nos últimos anos.

Segundo o secretário executivo do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Jurandir Frutuoso, o programa parte da necessidade que o país tem de preparar as pessoas em um momento para atuar no combate à Covid-19 e também fortalecer o Programa Nacional de Imunização.

As aulas também ficarão disponíveis em um ambiente virtual de aprendizagem (AVA) com conteúdo didático estruturado na linguagem web no formato de streaming para que o profissional tenha sempre à disposição os conteúdos da capacitação.

Para o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a capacitação por meio do canal do Conasems, ao lado de outras iniciativas, como a interligação das UBS por meio da internet e a formação de agentes de saúde, vão dar mais capilaridade no combate à pandemia do novo coronavírus.

Mais na Web