Coronavírus no Piauí

Covid-19: Mais de 100 mil idosos já foram vacinados em Teresina

Com a conclusão da vacinação de idosos, a FMS está abrindo a vacinação para outros grupos priorizados pelo plano de imunização do Ministério da Saúde.
07/05/2021 12h43 - atualizado

Um total de 102.606 idosos já se vacinaram contra a Covid-19 em Teresina, desde o início da campanha. Os dados foram divulgados pela Fundação Municipal de Saúde (FMS).

Segundo a coordenadora da campanha de vacinação contra a covid da FMS, Emanuelle Dias, foram recebidos do Ministério da Saúde dois tipos de imunizantes para este grupo, com prazos diferentes para a aplicação da segunda dose, entre um a três meses e, por conta disso alguns ainda aguardam a próxima aplicação.

  • Foto: Ascom/FMSIdosa sendo vacinada em Teresina.Idosa sendo vacinada em Teresina.

A operacionalização se deu por meio de postos de drive thru espalhados por toda a cidade, além de salas de vacina nas Unidades Básicas de Saúde (UBS). Além disso, a FMS montou um esquema específico para a vacinação de pessoas acamadas, que não podem se deslocar para um ponto de vacinação.

De acordo com o presidente da FMS, Gilberto Albuquerque, esta marca é reflexo do empenho da equipe para disponibilizar a imunização da forma mais rápida possível.

“É uma satisfação enorme estarmos comemorando esta marca aqui em Teresina. É um sucesso que a gente agradece todos os servidores envolvidos, aos pacientes que compareceram aos locais de vacinação e todos sem intercorrência”, declarou.

Com a conclusão da vacinação de idosos, a FMS está abrindo a vacinação para outros grupos priorizados pelo plano de imunização do Ministério da Saúde, como pessoas com comorbidades abaixo dos 60 anos, grávidas e pessoas com deficiência.

A coordenadora Emanuelle Dias explicou ainda que os grupos de prioridade serão contemplados conforme os novos lotes de vacina forem chegando.

“À medida que formos recebendo novos lotes de doses, novos grupos de prioridades serão contemplados, sempre de acordo com a ordem definida pelo Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde”, disse.

Mais na Web