Piauí

Gessy Fonseca destaca ações promovidas pela Semest em 2021

A secretária afirmou que neste mês de novembro a gestão da SEMEST conseguiu alcançar R$ 3 milhões em créditos, através do Banco Popular de Teresina, destinados a cerca de 900 microempreendedores.
23/11/2021 16h20 - atualizado

A secretária municipal de Economia Solidária de Teresina (Semest) Gessy Fonseca, falou em entrevista ao Viagora sobre as ações da pasta executadas durante o ano de 2021.

Gessy afirmou que neste mês de novembro a gestão da Semest conseguiu alcançar R$ 3 milhões em créditos, através do Banco Popular de Teresina, destinados a cerca de 900 microempreendedores. Segundo a secretária esse é um marco histórico, ela destacaou ainda as feiras promovidas na capital que trazem bons resultados.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraGessy FonsecaGessy Fonseca

“Agora no mês de novembro nós atingimos um marco histórico na SEMEST desde a sua fundação que foram R$ 3 milhões de reais em créditos conseguidos pelo Banco Popular de Teresina aos micro empreendedores e isso a gente conseguiu alcançar em torno de 900 empreendedores e também alcançamos esse ano através das feiras, com as ações promovidas pela SEMEST, conseguimos mil empreendedores, boa parte dessas pessoas estavam desempregadas sem condições de comercializar seu produto, alguns negócios vieram a falência e através das feiras as pessoas puderam retomar suas atividades. Algumas pessoas que perderam seus empregos, que eram funcionários, passaram a empreender, e a importância das feiras é exatamente essa, porque boa parte dessas pessoas que comercializam os produtos, que oferecem algum tipo de serviço, elas não se reconhecem como empreendedoras, então a partir do momento que a gente oportuniza isso para elas, elas começam a enxergar o empreendedorismo de uma outra forma. Hoje eu recebi um print de uma moça que disse que através das feiras com a oportunidade que ela recebeu, hoje ela está conseguindo inaugurar a loja dela, então a gente fica muito feliz e honrado com isso”, afirma a gestora.

Gessy destacou que está em processo para firmar parceira com o Ministério da Cidadania que visa destinar investimento de R$ 4 milhões.

A gestora ressalta que o centro de produção dos permissionários tem mostrado um saldo positivo e afirma que o termo que garante mais reconhecimento e segurança ao permissionários deve ser assinado ainda este ano pelo prefeito de Teresina Dr.Pessoa.

“Estamos prestes a celebrar um contrato com o Ministério da Cidadania, uma parceria no valor de quatro milhões, ainda estamos nos finalmentes para celebrar o acordo. Essa semana estou indo a Brasília para assinar esse acordo, então a gente tem um saldo muito positivo em relação ao centro de produção dos permissionários que todos estão sendo recadastrados, todos as permissões estão na mesa do prefeito para serem assinados por ele, a gente quer entregar  esses termos ainda esse ano porque nenhum permissionário tinha termo de permissão, eles estavam lá, mas eles não se sentiam pertencidos por conta dessa questão, então a gente está muito preocupado com essa questão de recadastramento e no segundo passo vir a ocupar os boxes que estão desocupados. A gente montou todo um cronograma de ações, logicamente que tem a questão da burocracia que dificulta um pouco, mas a gente está finalizando esse ano de 2021 com sensação de dever cumprido”, explica Gessy Fonseca.

Para a secretária as feiras realizadas mensalmente na capital é o projeto de maior impacto para a economia executado pela equipe da pasta, que além de garantir renda aos empreendedores também gera entretenimento para a capital. Ela declara que o projeto também tem inspirado outras secretarias, em âmbito municipal e estadual, a adotar a mesma iniciativa.

  • Foto: Luís Marcos/ ViagoraGessy FonsecaGessy Fonseca

“Todos tem um peso muito importante porque o empreendedor precisa de crédito, quando ele tem um crédito ele precisa da oportunidade para trabalhar e expor o seu produto, mas eu acredito que as feiras tem uma abrangência muito maior porque além do empreendedor ter a possibilidade de garantir a sua renda da semana ou do mês, que as feiras acontecem uma vez por mês, e também gera um entretenimento para a cidade, movimento a cidade e isso também vai influenciando outros empreendedores e até outras pastas, outro poder estadual , porque depois que nós começamos a fazer as feiras eu vi que muitas outras secretarias tanto a nível municipal como estadual também começaram a fazer e isso é muito bom que essas feiras possam realmente fazer parte do cenário de Teresina, como eu disse ela traz tanto a questão do desenvolvimento econômico, da geração de renda, como também o entretenimento das pessoas que vão naquelas feiras adquirir produtos, serviços”, declara a secretária da SEMEST.

Segundo a gestora de economia solidária, o objetivo da SEMEST para o ano de 2022 é ampliar os projetos já executados pela equipe.

“O nosso plano é ampliar aquilo que nós já temos feito, ampliar as feiras porque nós temos uma demanda muito grande, a gente consegue alcançar em torno de quinhentos empreendedores por mês só que nós temos uma demanda três vezes maior, então a gente está na esperança de ter mais recursos, buscando recursos junto ao governo federal para que a gente possa ampliar a atuação dessas feiras e mais pessoas possam ter a oportunidade que comerciar seus produtos”, finaliza a Gessy.

Mais na Web