Piauí

Governo propõe planejamento para redução de acidentes no trânsito

O diretor-geral do Detran-PI, Arão Lobão, apresentou uma proposta de planejamento integrado como instrumento de melhoria no trânsito ao governador Wellington Dias.
  • DA REDAÇÃO
02/10/2019 16h30 - atualizado

Nesta terça-feira, 1º de outubro, o governador Wellington Dias reuniu-se com o diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito do Piauí (Detran), Arão Lobão. Na ocasião, trataram sobre a proposta de planejamento integrado como instrumento de melhoria no trânsito, apresentada pelo gestor do Detran.

O planejamento é composto de ações a serem executadas nos próximos cinco anos que visam à redução de acidentes no trânsito, que influenciam diretamente no índice de vítimas e danos materiais, promovendo um maior desenvolvimento socioeconômico para o estado e aumento da expectativa e qualidade de vida da população.

  • Foto: Divulgação/CCOMWellington Dias se reúne com diretor-geral do Detran.Wellington Dias se reúne com diretor-geral do Detran.

“É muito importante que o Piauí desenvolva estratégias para evitar os acidentes de trânsito. Dados confirmam que grande parte da população de jovens piauienses não atingem a idade adulta ou velhice porque morrem no trânsito, o que certamente impacta na expectativa de vida do estado. Portanto, a ampliação de ações de fiscalização e conscientização da população se fazem necessárias”, destacou o governador.

Segundo Arão Lobão, o objetivo é diminuir em 50% as mortes e sequelas decorrentes de acidentes no trânsito. “A intenção é proporcionar um trânsito mais seguro e eficiente, com foco em ações preventivas, educativas e de fiscalização. Para isso, queremos ampliar as ações de forma organizada, unindo dados do Datasus aos do Detran para que possamos atuar, por exemplo, em cidades que apresentam índices de maior risco”, disse o diretor.

O plano prevê a implantação de ações para a reeducação no trânsito por meio de campanhas, blitz educativas, palestras, seminários e educação nas escolas; a reativação da delegacia especializada no prédio do Detran; a fiscalização das cidades com maior número de frotas, sendo estabelecidos em Teresina, Picos, Floriano e Parnaíba pontos fixos e nas as demais cidades pontos móveis; o estímulo às cidades para a adesão à municipalização de trânsito; o firmamento de parcerias com órgãos de trânsito.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web