Política

Marcelo Castro defende reforma inspirada no sistema alemão

Nesse sistema, metade dos parlamentares é eleita pelo voto proporcional e outra metade, pelo distrital.
11/02/2019 20h15 - atualizado

O senador Marcelo Castro (MDB-PI) defende uma reforma política inspirada no sistema alemão, em que metade dos parlamentares é eleita pelo voto proporcional e outra metade, pelo distrital.

  • Foto: Hélio Alef/ViagoraSenador Marcelo Castro (MDB)Senador Marcelo Castro (MDB)

“Não é um transplante, mas uma aproximação do sistema alemão, que é um sistema híbrido e que os estudiosos do assunto são praticamente unânimes em conceber que o sistema que funciona melhor é o sistema híbrido, que conjuga o sistema distrital com o sistema proporcional de lista fechada”, disse o senador à Rádio Senado.

O parlamentar também cobra um orçamento público que seja distribuído igualmente para todas as regiões. Para ele, o Nordeste é prejudicado na divisão dos recursos. A saúde é outra prioridade para o senador. Ele pretende continuar os trabalhos de descentralização dos serviços de saúde iniciados quando foi ministro da área, no governo de Dilma Rousseff.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web