Política

“O Brasil não pode abandonar os órfãos da Covid”, diz Rejane Dias

Rejane é autora de um Projeto de Lei que propõe uma pensão especial ao valor de um salário mínimo às crianças ou adolescentes que perderam seus pais para a Covid.
24/07/2021 17h04 - atualizado

A deputada federal e primeira dama do Piauí, Rejane Dias (PT), chamou a atenção para a importância de uma pensão especial para crianças ou adolescentes que perderam seus pais ou responsáveis para a Covid-19.

Por meio das redes sociais, a deputada comentou sobre o assunto, que ganhou repercussão esta semana durante o Fórum de Governadores do Nordeste, destacando que com a morte dos pais muitas crianças estão desamparadas tendo que ir morar com parentes, vizinhos, ou mesmo ficam sob a proteção dos irmãos mais velhos sem nenhuma fonte de renda.

  • Foto: DivulgaçãoDeputada Rejane Dias (PT)Deputada Rejane Dias (PT)

“Fica uma lacuna emocional de danos irreparáveis, algumas crianças são adotadas por outros parentes, ou vão parar em abrigos, outras resolvem seguir sozinhas, e os mais velhos cuidam dos mais novos! O Brasil não pode abandonar aqueles que se tornaram órfãos da Covid”, destaca a deputada.

Rejane é autora do Projeto de Lei nº 979/2021, que tramita na Câmara Federal desde março deste ano, que propõe uma pensão especial ao valor um salário mínimo às crianças ou adolescentes que perderam seus pais ou detentores de suas guardas em virtude do Covid-19.

“Na Câmara Federal já circula desde março deste ano um projeto de minha autoria que propõe o pagamento de um salário mínimo as essas crianças e adolescentes desamparadas. Mas está semana os governadores do Nordeste se adiantaram e estão encaminhando uma proposta de R$ 500”, disse a deputada.

Confira a públicação da depurada Rejane Dias:

Mais na Web