Piauí

OAB Piauí pede recuperação da PI-392 ao Governo do Estado

De acordo com a Comissão de Direito Agrário e Agronegócios, com a interdição do trecho, os moradores e os produtores agrícolas estão impedidos de trafegarem.
02/04/2020 09h00 - atualizado

Devido às fortes chuvas que causaram a interdição da PI-392, principal via de acesso à cidade de Currais, no Sul do estado, a Ordem dos Advogados do Brasil secção Piauí (OAB-PI), por meio da Comissão de Direito Agrário e Agronegócios, solicitou ao Governo do Estado a recuperação do trecho.

De acordo com o presidente da Comissão, Evaldo Martins, com a interdição do trecho, moradores e os produtores agrícolas estão impedidos de trafegarem, o que tem causado grandes danos. Para o presidente, os produtos agrícolas são importantes nesse momento que o país enfrenta uma crise econômica provocada pela Covid-19.

  • Foto: DivulgaçãoTrecho para recuperaçãoTrecho para recuperação

“A crise econômica enfrentada pelo país em decorrência da pandemia do Covid-19, o agronegócio exerce papel fundamental, tanto na arrecadação tributária pelo governo, como também no fornecimento de alimentos para a população e insumos para a indústria alimentícia nacional”, explica Evaldo Martins.

Na avaliação do presidente da OAB-PI, Celso Barros Coelho Neto, além dos prejuízos com a interdição do trecho, os moradores também arriscam as vidas pela estrada, e pedem que as autoridades tomem as providências.   

“Os prejuízos enfrentados vão muito além do tempo que se perde no trecho. Todavia, o dano maior é à vida das pessoas que se arriscam nesta estrada. A OAB Piauí, como defensora das garantias sociais, pede uma posição dos órgãos competentes para recuperar a PI-392 e diminuir o prejuízo dos produtores que dependem da estrada para escoar sua produção”, afirma o presidente da OAB-PI.

Mais conteúdo sobre:

Mais na Web