Coronavírus no Piauí

Sesapi inicia distribuição de seringas e agulhas para vacinação

As seringas e agulhadas serão entregues em todos os territórios de saúde e distribuição para os municípios ficará a cargo das Regionais de Saúde.
13/01/2021 18h15 - atualizado

Através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesapi), o Governo do Piauí iniciará, nesta semana, a distribuição de mais de duzentas mil seringas e agulhas, que serão utilizadas na primeira fase da imunização contra o coronavírus. A entrega será feita de acordo com as etapas de vacinação.

“Até sábado (16), vamos entregar as seringas e agulhas da primeira etapa, nas dezesseis centrais de frios espalhadas pelo Piauí. Nosso intuito é deixar toda rede pronta para a chegada da vacina”, afirma o superintendente de Atenção Primária à Saúde e Municípios, Herlon Guimarães.

As seringas e agulhadas serão entregues em todos os territórios de saúde e distribuição para os municípios ficará a cargo das Regionais de Saúde.

Na primeira fase de imunização contra o vírus espera-se vacinar 187.085 piauienses que estão nos grupos de trabalhadores da saúde, pessoas com mais de 80 anos e população entre 75 e 79 anos.

“Estamos diariamente em contato com o Ministério da Saúde e atualizando nosso plano de vacinação, para que a medida que as vacinas sejam liberadas, em nosso país, possamos atender as demandas da população”, destaca o superintendente Herlon Guimarães.

O Governo do Piauí tem a expectativa de começar a vacinação ainda nos primeiros meses de 2021, assim que os imunizantes forem liberadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

“Até o dia 20 de janeiro é possível que tenhamos a autorização da vacina no Brasil. Como já há vacinas no país, contrato de compra e plano nacional de imunização, creio que cinco dias após a autorização possamos começar a vacinar em todo o Brasil, garantindo a distribuição e qualificação. Acredito que, na próxima semana, teremos uma data definida para o início da vacinação e um cronograma para imunização do povo brasileiro”, prevê o governador Wellington Dias.

Para ter acesso à vacina, o cidadão que faz parte do público alvo de cada etapa precisará apresentar o seu cartão de vacina. Aqueles que não possuem o cartão não precisam se preocupar; basta se apresentar com um documento de identificação nos postos de vacinação e receber seu imunizante.

Com informações da CCOM

Mais na Web