Coronavírus no Piauí

TCE fiscaliza a imunização contra Covid-19 em municípios do Piauí

De acordo com o Tribunal de Contas, para acompanhar o processo, algumas cidades foram selecionadas como amostra para a verificação local da vacinação.
19/07/2021 13h30 - atualizado

Na última semana, a Comissão Covid-19 do Tribunal de Contas do Estado do Piauí (TCE-PI) realizou inspeções in loco, com o objetivo de verificar a observância de critérios técnicos e legais, visando a efetividade da execução dos planos de vacinação contra a doença, nos municípios do estado.

De acordo com o TCE-PI, por meio do Painel Covid-19 Piauí, foram constatados quais municípios apresentavam baixo percentual de vacinas aplicadas, falha ocasionada pelo lançamento tardio de dados no Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI).

  • Foto: ViagoraTribunal de Contas do EstadoTribunal de Contas do Estado

Uma das coordenadoras da comissão explica que uma pessoa que não está registrada no sistema, corre o risco de conseguir uma terceira dose da vacina em outro município.

“Isso é um problema porque, se a pessoa não está no sistema, corre-se o risco, por exemplo, dela conseguir uma terceira dose da vacina em outro município”, explicou.

Segundo o TCE, para acompanhar o processo, algumas cidades foram selecionadas como amostra para a verificação local da vacinação, dentre elas, Batalha, São José do Divino, Milton Brandão, Gilbués, Colônia do Gurguéia e Corrente.

  • Foto: Divulgação/TCE-PIFiscalização da aplicação de vacinas contra covid no Piauí.Fiscalização da aplicação de vacinas contra covid no Piauí.

Ainda de acordo com o TCE, durante as inspeções foram identificados problemas como inserção manual das informações, falta de pessoal para os lançamentos no sistema, dificuldades no acesso à internet, entre outros.

Após as visitas, o TCE-PI identificou uma melhoria significativa na atualização dos dados. De acordo com o painel, Gilbués, por exemplo, tinha lançado apenas 52% das doses recebidas, antes da realização da inspeção. Após as diligências, aumentou o percentual de primeira dose aplicada para 86,58%. Já o município de Corrente, que tinha feito o lançamento de 36,33% das doses utilizadas, teve um aumento expressivo, passando a informar 84,80% das doses.

A auditora Geysa Elane Sá ressalta que após as visitas, houve uma melhoria considerável no lançamento dos dados. “Depois dessa visita às cidades, percebeu-se que houve uma melhoria considerável no lançamento dos dados. A orientação da comissão é sempre no sentido de atualizar os dados, para que o gestor possa promover as devidas políticas públicas com informações confiáveis”, afirmou.

Criado em abril de 2020, o painel COVID-19 Piauí permite que a população acompanhe, de forma rápida e simplificada, a aplicação de recursos públicos destinados ao combate ao novo coronavírus. Dados como receitas, gastos e contratos da administração pública, já eram disponibilizados, garantindo a transparência.

Em janeiro de 2021, com o início da vacinação, foi inserida uma nova funcionalidade para informar o andamento do processo de imunização da população no estado.

Mais na Web